quarta-feira, 28 de abril de 2021

Dr. Edson de Sousa, secretário de saúde de Gravatá é eleito presidente do COSEMS- Pernambuco


No final da tarde da última terça-feira (27), o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco (COSEMS-PE) realizou sua primeira Assembleia Geral no formato  virtual. Entre os pontos apresentados e aprovados em pauta estavam a prestação de contas de 2020, os planejamentos anuais de 2021 e 2022 e os relatórios das atividades, reuniões e eventos de toda a equipe, a exemplo das funções técnica, contábil, jurídica e de comunicação.

Em seguida, a Assembleia passou a ser presidida pela Comissão Eleitoral que conduziu a ordem dos discursos dos candidados tanto à representação na Comissão Intergestores Bipartite (CIB-PE) quanto à Diretoria Executiva Ampliada do Conselho. A chapa COSEMS forte e unido em defesa do SUS, presidida pelo secretário municipal de Gravatá, José Edson de Souza, venceu com 96 votos. “Estamos muito felizes em permanecer na representação do COSEMS juntamente a colegas que amam o SUS e estão dispostos a lutar por um saúde pública de qualidade. O COSEMS tem um papel fundamental na administração do SUS, no Estado. Nosso papel é fazer crescer e fortalecer, ainda mais, essa luta”, diz o presidente eleito. 

Confira os nomes eleitos para representação CIB:

I Macrorregião

Titular: Maria Lúcia Matias Ferreira (SMS de Paudalho)

Suplente: Zelma de Fátima Chaves Pessôa (SMS de Jaboatão dos Guararapes)

II Macrorregião

Titular: Helder Breno Feitoza (SMS de Caruaru)

Titular: Catarina Fábia Tenório Ferro (SMS de Garanhuns)

Suplente: Maria Zenaide Santos de Paula Silva (SMS de Altinho)

Suplente: Elídio Ferreira de Moura Filho (SMS de Vertentes)

III Macrorregião

Titular: Daniel Tarciano Antas Rodrigues (SMS de Triunfo)

Suplente: Alessandra Tadeia Noé Sandes (SMS de Carnaíba)

IV Macrorregião

Titular: Magnilde Alves Cavalcanti de Albuquerque (SMS de Petrolina)

Suplente: Silvanete Andrade Leandro (SMS de Ipubi)


Com informações do Blog do Alberes Xavier


Santa Cruz do Capibaribe suspende 2ª dose da vacina contra Covid-19

 

A Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, através da Secretaria de Saúde, suspendeu a aplicação da segunda dose das vacinas contra a Covid-19 temporariamente.

 

Segundo a Secretaria de Saúde, o motivo da suspensão é por causa do atraso no repasse de novas doses do Ministério da Saúde.

 

Os idosos que estavam com a aplicação da segunda dose agendada para os próximos dias, deverão aguardar a chegada das novas vacinas. Já os cidadãos que agendaram a primeira dose, a aplicação seguirá normalmente, podendo se dirigir à Quadra Cecap (Casa da Criança), no dia agendado.

 

Informações G1 Caruaru




Cerca de 1 milhão de doses da vacina da Pfizer contra a covid-19 chegam ao Brasil nesta quinta-feira (29)

 

O primeiro lote com 1 milhão de doses da vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech chega ao Brasil nesta quinta-feira (29).

Isso poderia ter acontecido em dezembro, se o governo brasileiro não tivesse recusado a oferta inicial e menosprezado a vacinação.

A remessa que chega nesta quinta faz parte do acordo firmado entre o Ministério da Saúde e a farmacêutica em 19 de março, que totaliza 100 milhões de doses de vacinas até o final do terceiro trimestre de 2021. Essas primeiras doses foram produzidas na fábrica da Pfizer em Puurs, na Bélgica.

A vacina da Pfizer possui registro para uso definitivo concedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O imunizante pode ser aplicado em pessoas a partir de 16 anos de idade, em duas doses, com intervalo de 21 dias entre elas.

A logística de distribuição das vacinas da Pfizer/BioNTech organizada pelo Ministério da Saúde leva em conta as baixas temperaturas de refrigeração das doses, que chegarão ao Brasil armazenadas em caixas a uma temperatura de -70°C.

A previsão é de que a distribuição para as 27 capitais do país inicie entre sexta-feira (30) e sábado (1°), em uma divisão proporcional.

Os estados vão receber as vacinas armazenadas entre -25°C e -15°C – elas podem ficar nesta faixa de temperatura por até 14 dias. Por conta disso, a distribuição desse lote inicial será feita em duas etapas: primeiramente, serão enviadas aos estados e Distrito Federal as vacinas destinadas para a primeira dose (500 mil). Uma semana depois, as Unidades Federativas receberão os lotes para segunda dose (500 mil), respeitando o intervalo de aplicação entre uma dose e outra.

Assim que os imunizantes chegarem nas salas de vacinação, na rede de frio nacional (+2°C a +8°C), a aplicação na população deve ocorrer em até cinco dias. Devido ao curto espaço de tempo, o Ministério da Saúde está orientando, para essa primeira remessa, que a vacinação com as doses da Pfizer fique restrita às capitais e, se possível, ocorra em unidades de saúde que possuam câmaras refrigeradas cadastradas na Anvisa.

Informações Blog do Mário Flávio




Se houver provas, é um crime gravíssimo, diz Patriota sobre reclamações de prefeitos

 

Em entrevista ao Frente a Frente, o presidente da Amupe, José Patriota, respondeu aos prefeitos que reclamam de tratamento diferenciado na distribuição da vacina contra a Covid-19 ao prefeito do Recife, João Campos (PSB). A responsabilidade pela distribuição da vacina é do Governo do Estado. “Se estiver havendo privilégios ao Recife, isso é crime e tem que ser apurado”, afirmou. Em nota, que os prefeitos também reclamaram pelo tom ameno, Patriota prometeu apurar a denúncia.

“Não posso criminalizar ninguém antecipadamente”, acrescentou. Segundo o presidente da Amupe, prefeitos que reclamaram lá atrás, quanto ao avanço do Recife em detrimento do interior, nada provaram. “Eles reclamam, mas não provam”, disse. A entrevista vai ao ar entre 18 e 19 horas pela Rede Nordeste de Rádio, tendo como cabeça de rede a Hits 103,1 FM, no Grande Recife. Se você deseja ouvir pela internet, clique no botão Rádio acima ou baixe o aplicativo da Rede Nordeste de Rádio no play store.

Informações Blog do Magno Martins






Ministro Marco Aurélio, do STF, determina a realização do Censo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Melo determinou, nesta quarta-feira (28), que o governo federal realize o Censo Demográfico 2021. A Advocacia-Geral da União (AGU) pode recorrer.

A decisão atende o pedido do governo do Maranhão, que alega que "o cancelamento do Censo traz consigo um imensurável prejuízo para as estatísticas do país, pois sem o conhecimento da realidade social, demográfica e habitacional, tornam-se frágeis as condições que definem a formulação e avaliação de políticas públicas" necessárias para o enfrentamento da desigualdade social".

Na última semana, o governo confirmou que o Orçamento de 2021 não tinha recursos para o Censo e, por isso, ele não seria realizado neste ano. A pesquisa perdeu 96% do orçamento, que foi reduzido de R$ 2 bilhões para R$ 71 milhões.

Por lei, o Censo deve ser realizado a cada dez anos. O último ocorreu em 2010 e deveria ter sido realizado em 2020, mas devido à pandemia da Covid-19 foi adiado.

Informações do Diário de Pernambuco

 

Valor médio do Bolsa Família deve aumentar para R$ 250, diz Bolsonaro

 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta quarta-feira (28) que, a partir de agosto ou setembro, pretende ampliar de R$ 190 para R$ 250 o valor médio pago a beneficiários do Bolsa Família.

"Só de auxílio emergencial ano passado, nós gastamos mais do que 10 anos de Bolsa Família. Então, o PT, que fala tanto em Bolsa Família, hoje a média dá R$ 192. O auxílio emergencial está R$ 250, é pouco, sei que está pouco, mas é muito maior que a média do Bolsa Família. A gente pretende passar para R$ 250, agora, em agosto, setembro", afirmou Bolsonaro a apoiadores na entrada do Palácio da Alvorada. A interação foi transmitida por um canal de vídeos simpático ao presidente.

Das 14,6 milhões de famílias beneficiárias do Bolsa Família, 10 milhões optaram por receber o auxílio emergencial, que acaba sendo mais vantajoso. Este grupo representa a liberação mensal de R$ 3 bilhões. Esse valor é oriundo da verba aprovada para o auxílio, não do orçamento do Bolsa Família. Os recursos que sobrarem deverão ser utilizados para financiar o aumento mencionado por Bolsonaro a partir de agosto, quando termina esta nova rodada do auxílio emergencial.

O auxílio emergencial foi renovado em 2021, de abril a julho. O benefício varia de acordo com a composição da família. As parcelas vão de R$ 150 a R$ 375 por mês. No caso do Bolsa Família, o benefício médio está na faixa de R$ 190 por mês. O Bolsa Família foi criado no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Bolsonaro pretendia criar um programa que substituísse uma das principais marcas da gestão petista. Os dois deverão se enfrentar nas urnas em outubro de 2022.

Com a pandemia de Covid-19, o governo criou o auxílio emergencial, que catapultou a popularidade de Bolsonaro. No ano passado, foram cinco parcelas de R$ 600 e quatro de R$ 300. Os desembolsos dobravam para mães chefes de família. Foram gasto R$ 293 bilhões para atender 67,9 milhões de pessoas.

Em abril, o governo começou a pagar quatro parcelas de R$ 150, R$ 250 ou R$ 375. O valor depende do tamanho da família. O governo prevê um gasto de R$ 44 bilhões para atender 45,6 milhões pessoas. Nesta quarta, o ministro Paulo Guedes (Economia) voltou a prometer um novo programa social voltado para trabalhadores informais, que deve ser chamado de BIP (Bônus de Inclusão Produtiva).

O governo calcula que há cerca de 40 milhões de trabalhadores informais no país. "Nós devemos a eles também ferramentas de sobrevivência nos próximos meses enquanto fazemos a vacinação [contra a Covid-19] em massa", disse Guedes.

A ideia do BIP surgiu em fevereiro, quando a equipe econômica tentou realizar mudanças na nova rodada do auxílio emergencial. O objetivo era que o recebimento do auxílio pudesse ser associado a um curso aos beneficiários, que, em sua maioria, têm baixo nível de qualificação.

Informações da Folha de Pernambuco


TRF-4 revoga a prisão de Eduardo Cunha

 

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) revogou nesta quarta-feira (28) a prisão do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha. Com a decisão, o ex-deputado, que cumpria prisão em regime domiciliar, poderá deixar de usar tornozeleira eletrônica, mas seu passaporte seguirá retido. 

Apesar da decisão do TRF-4 desta quarta-feira, o ex-deputado seguirá em casa, devido a uma cautelar de recolhimento domiciliar contra ele oriunda da operação Sepsis, que apura desvios na Caixa Econômica Federal.

O habeas corpus do TRF-4 também determina a retirada da tornozeleira eletrônica. A partir de agora, os advogados de Cunha farão uma consulta ao TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região), em Brasília, para saber quais são as condições da prisão preventiva determinada por esse tribunal no âmbito da Sepsis. Não há, inclusive, uma definição sobre o uso do aparelho de monitoramento.

A decisão de revogar a prisão preventiva do ex-deputado, que foi unânime no tribunal, atendeu a um pedido de habeas corpus impetrado pela defesa de Cunha.

Leia a íntegra da nota da defesa de Cunha:

O TRF-4 finalmente fez justiça ao ex-presidente Eduardo Cunha: ele já tinha o direito de estar em liberdade, inclusive com prazo para progressão de regime. Mas mais do que isso: nunca houve justificativa para uma prisão preventiva, e isso se torna mais grave em razão dos prazos alongados, que nada mais eram do que uma condenação disfarçada de medida cautelar. 

O TRF-4, enfim, mostra que as operações da Lava Jato não podem ser baseadas em presunções como forma de fundamentar prisões preventivas e que as regras do processo devem valer para todos: investigados, investigadores e juízes. E isso tudo se torna ainda mais relevante em razão da prisão preventiva ter sido determinada por um juiz suspeito e parcial, que é Sergio Moro.

Há ainda uma cautelar de recolhimento domiciliar da Justiça Federal do DF, que, diante da retirada da tornozeleira, a defesa esclarecerá junto ao TRF-1 se permanece e como.”

Ticiano Figueiredo e Pedro Ivo Velloso, Rafael Guedes de Castro e Delio Lins e Silva, advogados de Eduardo Cunha

Prisão preventiva

O ex-presidente da Câmara foi preso preventivamente em outubro de 2016, por ordem do então juiz Sergio Moro, e seguia detido desde então.

Em março de 2017, Cunha foi condenado a 15 anos e quatro meses de prisão por Moro, em regime fechado, pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, em desdobramentos da Operação Lava Jato.

Conforme a sentença, o ex-deputado solicitou pagamento de 1,3 milhão de francos suíços em propina para exploração da Petrobras em um campo de petróleo no Benin, na África, e recebeu o valor em uma conta na Suíça, configurando o crime de lavagem de dinheiro.

Em seguida, a defesa de Cunha recorreu à segunda instância da Justiça Federal, que reduziu a pena para 14 anos e seis meses de prisão. Desde março de 2020, após decisão da juíza Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal em Curitiba, o ex-deputado estava em prisão domiciliar, por causa da pandemia de Covid-19, e precisava usar tornozeleira eletrônica. 

Na análise do pedido de habeas corpus, os magistrados do TRF-4 entenderam que o tempo de prisão preventiva havia extrapolado o limite do razoável.

Decisão revogou a prisão do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha.

Com informações da Agência Brasil / CNN


domingo, 11 de abril de 2021

Jovens na UTI já são maioria e necessidade de ventilação mecânica bate recorde

 

Pela primeira vez desde o início da pandemia da Covid-19, as internações em UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) de pessoas com menos de 40 anos são maioria absoluta. Houve ainda um salto expressivo no número de pacientes graves com necessidade de ventilação mecânica e que não apresentam nenhuma comorbidade (como obesidade ou diabetes).

Os dados sugerem não apenas uma mudança do perfil dos doentes que necessitam de UTI, mas um agravamento do quadro geral dos pacientes em relação aos meses anteriores. Em março, 52,2% das internações nas UTIs do Brasil se deram para pessoas até 40 anos; e o total de pacientes que necessitaram de ventilação mecânica atingiu 58,1%. Ambas as taxas são recordes, segundo dados da plataforma UTIs Brasileiras, da Amib (Associação de Medicina Intensiva Brasileira).

No caso da necessidade de aparelhos de ventilação, houve salto de quase 40% em relação ao patamar do final do ano passado. Entre setembro de 2020 e fevereiro deste ano, o total de internados em UTIs que necessitavam desse tipo de equipamento variou entre 42% e 48%. Já os pacientes graves sem comorbidades que agora acabam na UTI são praticamente 1/3 do total –até fevereiro os doentes graves sem condições adversas prévias eram 1/4 dos casos.

O novo marco da epidemia no Brasil sugere pelo menos três conclusões, segundo Ederlon Rezende, coordenador da plataforma UTIs Brasileiras e ex-presidente da Amib:

1) as novas variantes do vírus devem ser mais agressivas; 2) a falta de cuidado de parcelas da população pode estar afetando sobretudo os mais jovens; e 3) a imunização dos mais velhos tem ajudado a conter os casos graves entre os idosos.

Segundo a pesquisa, antes de os jovens serem a maioria dos internados nas UTIs em março, entre dezembro de 2020 e fevereiro último os até 40 anos representavam 44,5% do total -percentual quase idêntico ao de setembro a novembro.

De lá para cá, o aumento das internações nessa faixa mais jovem foi de 16,5%.

Como a imensa maioria dos brasileiros tem menos de 40 anos, o incremento, embora possa parecer modesto, engloba milhões de pessoas. A tendência sugere ainda que há espaço para um agravamento da situação.

No mesmo período de comparação (e na contramão), as internações de pessoas acima de 80 anos despencaram 42%. Elas representam agora apenas 7,8% do total, pouco mais da metade do que vinha sendo registrado anteriormente. Na faixa de idades intermediárias, as internações em UTI permaneceram mais ou menos no mesmo patamar, somando cerca de 40% do total.

O levantamento da Amib é feito a partir de uma amostra expressiva, englobando 20.865 leitos de UTI no país, o que representa cerca de 25% de todas as unidades, sendo 2/3 privadas e 1/3 públicas. "Embora os dados mostrem que a vacina pode estar tendo o efeito esperado entre os mais velhos já imunizados, eles também revelam que, ao se acharem imbatíveis, os jovens, muitos sem qualquer comorbidade, são agora as maiores vítimas da epidemia", afirma Rezende.

Além de estarem se expondo mais em baladas e reuniões, há levantamentos e relatos de médicos na linha de frente dando conta de que os mais jovens, quando na UTI, ocupam por mais tempo os leitos -diminuindo o giro de vagas e contribuindo para saturar o sistema, como tem-se visto.

Com as novas variantes do vírus (como a P1), no entanto, não só as festas, frequentemente apontadas como as principais vilãs, podem estar por trás do aumento da infecção entre os mais jovens. Com o fim do auxílio emergencial pago em 2020 (e que voltou só em abril e em proporção muito menor), muitas pessoas foram obrigadas a circular novamente atrás de alguma renda, sobretudo os informais -cerca de 34 milhões de pessoas, ou quase 40% da força de trabalho.

Em 2020, o auxílio emergencial foi pago entre abril e dezembro (R$ 600 ao mês a 66 milhões de pessoas) e foram empregados R$ 293 bilhões. A nova rodada (R$ 250 a 45,6 milhões) está prevista para durar apenas quatro meses e somar R$ 44 bilhões -15% do valor do ano passado.

No final de 2020, o contingente de informais na economia ainda era de 4,7 milhões de pessoas a menos do que um ano antes. Isso pode ser explicado porque, em função do auxílio emergencial robusto, muitos não estavam precisando sair de casa atrás de alguma renda.Neste começo de 2021, isso mudou dramaticamente, levando milhares de informais a circularem novamente no pior momento da epidemia no Brasil.

Informações da Folha de Pernambuco


Auxílio emergencial 2021: pagamento é liberado para novo grupo; veja quem recebe

A Caixa Econômica Federal paga a primeira parcela do auxílio emergencial 2021 para um novo grupo neste domingo (11). O depósito será para os nascidos em março.

Ao todo, serão quatro parcelas de R$ 250, com duas exceções: mulheres chefes de família receberão R$ 375 e famílias compostas por uma única pessoa, R$ 150.

Assim como no ano passado, primeiro o dinheiro será depositado em conta poupança digital e só depois liberado para saque. As datas variam conforme o mês de aniversário. Nascidos em janeiro e fevereiro já tiveram o valor depositado.

O dinheiro vai para conta poupança digital e poderá ser movimentado pelo app Caixa Tem. Segundo o banco, com o aplicativo é possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos usando o cartão de débito virtual ou QR Code. Também dá para pagar contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas pela opção “pagar na lotérica”.

Os saques começam no dia 4 de maio para os aniversariantes de janeiro. Para nascidos em março, a retirada ou transferência do dinheiro poderá ser feita a partir do dia 10 do mês que vem.

Para quem faz parte do programa Bolsa Família, os pagamentos vão começar no dia 16.

Confira todas as datas dos pagamentos:

1ª parcela

1ª parcela


 2ª parcela


3ª parcela


4ª parcela

 2ª parcela

Pagamento do Bolsa Família

Calendário do novo ciclo do auxílio emergencial para Bolsa Família

Final do NIS

1ª parcela

2ª parcela

3ª parcela

4ª parcela

1

16 de abril

18 de maio

17 de junho

19 de julho

2

19 de abril

19 de maio

18 de junho

20 de julho

3

20 de abril

20 de maio

21 de junho

21 de julho

4

22 de abril

21 de maio

22 de junho

22 de julho

5

23 de abril

24 de maio

23 de junho

23 de julho

6

26 de abril

25 de maio

24 de junho

26 de julho

7

27 de abril

26 de maio

25 de junho

27 de julho

8

28 de abril

27 de maio

28 de junho

28 de julho

9

29 de abril

28 de maio

29 de junho

29 de julho

0

30 de abril

31 de maio

30 de junho

30 de julho

O calendário de pagamento do auxílio para os beneficiários do Bolsa Família tem outras datas. É que, diferentemente dos demais, o critério estabelecido é o final do NIS (Número de Identificação Social), não o mês de aniversário. Além disso, não há diferença de datas para depósitos e saques. Confira o cronograma:  

Quem tem direito ao novo auxílio emergencial?

Recebem o auxílio neste ano que já teve o benefício em 2020. Pelas novas regras, somente famílias com uma renda total de até três salários mínimos por mês (R$ 3.300) podem receber o auxílio, sendo que a renda per capita precisa ser inferior a meio salário mínimo (R$ 550). Quem é do Bolsa Família recebe o benefício com o valor mais alto.

Vale lembrar que cidadãos que recebem benefício previdenciário (como aposentadorias e pensões), assistencial (como BPC) ou de programa de transferência de renda federal (como seguro-desemprego), não fazem parte do público que terá as parcelas. 

Como saber se tenho direito?

Se você quer saber se tem direito ao pagamento e quanto receberá, é possível fazer a consulta pelos sites da Caixa Econômica Federal e da DataprevConfira aqui o passo a passo.

O que fazer se não estiver na lista de beneficiários?

Para aqueles que fizeram as consultas no site da Dataprev ou da Caixa e não foram incluídos como beneficiários do auxílio, é possível contestar a decisão até segunda-feira (12).

Informações CNN Brasil






Eduardo da Fonte propõe priorizar profissionais de limpeza na vacinação contra Covid-19

O deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) saiu em defesa dos profissionais de limpeza urbana e solicitou que a categoria fosse incluída na lista de prioridade de vacinação da fase 1 do Plano Nacional de Imunização. A solicitação foi feita pelo parlamentar ao presidente da República (Ofício 95), ao governador de Pernambuco (Ofício 94) e ao prefeito do Recife (Ofício 92).

“Trabalhadores da limpeza são verdadeiros agentes ambientais de saúde pública. São essenciais e não pararam os trabalhos mesmo com o agravamento da pandemia. Precisamos reconhecer o esforço e garantir que o serviço continue sendo prestado com toda segurança”, explica Eduardo da Fonte.

A solicitação do deputado propõe prioridade na imunização aos agentes de limpeza urbana, coletores de lixo domiciliar, trabalhadores de serviços de conservação e limpeza de áreas públicas e varredores de rua.

Informações Blog do César Mello







terça-feira, 6 de abril de 2021

Grupo invade estúdio de rádio e tenta agredir radialista que fez crítica contra Bolsonaro, em Santa Cruz

 

Um fato preocupante e lamentável aconteceu na noite desta terça-feira (06) em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco. Na ocasião, quatro homens que se definem como defensores da direita local invadiram um estúdio de rádio e ameaçaram agredir um radialista que havia feito uma crítica ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O radialista ameaçado em pleno exercício e local de seu trabalho foi Júnior Albuquerque. Vídeos gravados e compartilhados pelos próprios invasores do estúdio mostram um dos homens se aproximando do comunicador e o intimidando. As ameaças não pararam por aí. Em diversos trechos dos vídeos é possível ouvir os mesmos afirmando que esperariam o radialista na saída da emissora de comunicação.

Confira o momento:

Júnior só não chegou a ser agredido dentro do estúdio porque outros companheiros de imprensa interceptaram a investida. A Guarda Civil Municipal foi acionada, assim como a Polícia Militar. Na delegacia foi aberta uma queixa-crime contra os quatro invasores do estúdio. O caso será investigado.

Informações Blog do Bruno Muniz


Prefeitura de Jataúba entrega novo Anexo Covid

 

Nessa Terça-Feira, dia 6 de Abril de 2021, a Prefeitura de Jataúba, através da Secretaria Municipal de Saúde entregou as mais novas instalações do Anexo Covid para a população Jataubense. O novo espaço é totalmente equipado e preparado para atender os pacientes da melhor maneira possível, obedecendo todos os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde. A Sala de Estabilização possui respiradores, bombas de infusão, eletrocardiograma e toda a estrutura necessária para salvar vidas. O anexo também possui duas enfermarias, uma masculina e uma feminina, espaço de paramentação, banheiros acessíveis, copa e sala de repouso para a equipe médica, que é composta por médico plantonista, enfermeiros, técnicos e fisioterapeuta respiratório.

Na ocasião estiveram presentes a Prefeita Drª Cátia, o Secretário de Saúde Adalmyr Holanda, Carla Paiva, diretora do Hospital Municipal, Fabiana Lyra, diretora de Vigilância em Saúde, o Presidente da Câmara, Chico de Irineu, seu vice Furibinha e o ex-vereador Zuza. Drª Cátia manifestou sua alegria em poder entregar uma obra tão importante para o momento em que vivemos, e reafirmou seu compromisso de buscar todos os meios possíveis para combater a covid 19. 
O secretário Adalmyr Holanda pediu a população que siga as normas sanitárias: uso de máscara, álcool a 70% e distanciamento social para evitar novas infecções, pois a prevenção é o melhor remédio.

O secretário de saúde ainda destacou que tudo isso foi feito com recursos do próprio município, pois Jataúba não recebeu nenhuma verba com essa finalidade em 2021. Todo esse esforço tem se somado a disponibilidade de testes, barreiras sanitárias e constante monitoramento dos casos existentes, além da campanha de vacinação, que avança conforme o município recebe mais doses.

ASCOM Sec. de Saúde - Jataúba/PE


Diogo Moraes solicita ao Governo do Estado cessão de máquinas de costura para cursos profissionalizantes em Jataúba

 

Vice-líder do Governo na Assembleia Legislativa de Pernambuco, o deputado estadual Diogo Moraes (PSB) se reuniu, na tarde desta segunda-feira (05), com o secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Sileno Guedes, na sede da pasta, no Recife, para apresentar uma nova demanda para o município de Jataúba. 

No encontro o deputado entregou ao secretário um ofício solicitando a cessão de máquinas de costura para oferta de capacitação aos moradores da cidade. A reunião seguiu todos os protocolos sanitários referentes à pandemia.

As máquinas solicitadas, que estão paradas em função da pandemia, serão utilizadas para oferta de curso de costura, que será de responsabilidade da Prefeitura de Jataúba, com apoio da Secretaria estadual de Trabalho, Emprego e Qualificação, que, de acordo com o deputado, ficaria responsável pela orientação técnica da capacitação. “Essas máquinas serão de grande utilidade para fomentar a capacitação da população para produção de peças de vestuário, gerando emprego e renda aos munícipes de Jataúba”, afirmou o parlamentar.

Segundo o deputado, a cessão do material, que engloba máquinas profissionais de costura, seria por um tempo de um ano, podendo ser renovado pelo mesmo período. “Esses equipamentos auxiliarão de maneira certeira no desenvolvimento econômico do município, tendo em vista que a cidade tem uma vocação grande para costura, sendo um centro de referência na produção de moda íntima e de renda renascença no Estado”, complementou.

No encontro, o secretário Sileno Guedes recebeu o pleito e pontuou a importância do pedido. “Toda iniciativa que chegue para agregar conhecimento e capacitação técnica é muito importante. Então vamos analisar essa possibilidade para construção da melhor alternativa”, afirmou.

Informações Blog do César Mello


Deputada solicita prioridade para vacinação de jornalistas

 

A deputada estadual Laura Gomes (PSB), solicitou ao governador Paulo Câmara (PSB), a inclusão dos jornalistas que atuam em coberturas na linha direta de combate à Covid-19, na prioridade da imunização. As informações são do Blog Cenário.

A iniciativa, realizada através de indicação parlamentar, soma a do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Pernambuco, que também encaminhou solicitação ao Governo do Estado.

Hoje, o deputado Cleiton Collins (PP) apresentou um projeto pedindo a inclusão dos profissionais de imprensa que atuam na cobertura da pandemia no grupo prioritário de vacinação. A matéria ainda está tramitando nas Comissões da Alepe.

Informações Blog do Magno Martins




Câmara dos deputados aprova projeto que permite compra de vacinas por empresas

 

A Câmara dos Deputados aprovou o texto-base do Projeto de Lei 948/21, que permite à iniciativa privada comprar vacinas para a imunização gratuita de seus empregados.

O substitutivo aprovado, da deputada Celina Leão (PP-DF), prevê que essas compras, se feitas junto a laboratórios que já venderam vacinas ao governo federal, poderão ocorrer apenas depois do cumprimento integral do contrato e da entrega dos imunizantes ao Ministério da Saúde.

Os deputados analisam agora os destaques apresentados ao texto na tentativa de fazer mudanças. O projeto é de autoria do deputado Hildo Rocha (MDB-MA).

Fonte: Agência Câmara de Notícias




Brasil bate novo recorde e registra, nas últimas 24h, 4.195 óbitos pela Covid-19

O Brasil bateu, mais uma vez, o triste recorde de registros de mortes por Covid-19 em 24 horas. De ontem para hoje, foram notificados 4.195 óbitos pela doença, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde (MS), nesta terça-feira (6).

Esse é o maior número de notificações de vítimas fatais do novo coronavírus no Brasil, no período de um dia, desde o início da pandemia. 

O número de óbitos por Covid-19 no País já chega a 336.947.

A atualização do MS ainda dá conta do número de novas infecções pelo vírus. Foram registrados 86.979 novos casos nas últimas 24 horas, somando-se ao total de 13.100.580 pessoas que já foram infectadas.

O número de recuperados da doença é de 11.558.784.

Total de óbitos registrados no Brasil em 24h, em 2021

1º) 4.195 (6 de abril de 2021)
2º) 3.869 (31 de março de 2021)
3º) 3.780 (30 de março de 2021)
4º) 3.650 (26 de março de 2021)
5º) 3.241 (23 de março de 2021)

Informações da Folha de PE






Mas já? - Vereador Carlinhos da Cohab cobra esclarecimentos da nova Secretária de Saúde

 

Secretária Lívia Borba e Vereador Carlinhos da Cohab

O principal defensor do governo Fábio Aragão, o vereador Carlinhos da Cohab (PP), não gostou das primeiras impressões que a nova secretária de saúde de Santa Cruz do Capibaribe a enfermeira Lívia Borba vem deixando. Segundo Carlinhos, funcionários que trabalham no enfrentamento ao coronavírus na barreira sanitária reclamaram em relação ao almoço servido.


“Recebi a foto do almoço servido a esses guerreiros, macarrão com soja. De pronto fui averiguar com a senhora Lívia Borba que não me atendeu porque estava almoçando. Sou um representante do povo e não aceito que os funcionários sejam tratados assim, espero que ela se explique, tenho certeza que o almoço dela não era macarrão com soja” disparou o parlamentar após contato da reportagem do Blog Direto ao Ponto.

Lívia Borba assumiu o cargo sucedendo Paula Moraes, que estava a frente do posto desde o começo da Gestão Fábio Aragão e que pediu exoneração do cargo no último dia 30 de Março, alegando motivos pessoais.

Com informações do Blog Direto ao Ponto