terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Prefeita de Jataúba Dra. Cátia Ribeiro participa de importante reunião com Merson, prefeito de Poção

 

Na tarde desta segunda-feira 22, aconteceu um importante encontro na cidade de Jataúba entre o prefeito da cidade de Poção Merson e a prefeita de Jataúba Dra. Cátia Ribeiro. Também participaram do encontro o vice-prefeito Fábio Mamão, alguns secretários municipais e vereadores.

Em pauta, o estreitamento das relações e a parceria entre os dois municípios, uma vez que geograficamente os mesmos fazem divisa no agreste pernambucano. No encontro vários assuntos de interesse da população de Poção e Jataúba foram tratados e a expectativa é que através das parcerias entre as duas prefeituras a população principalmente da região de fronteiras dos dois municípios seja beneficiada com os serviços públicos.
“É sempre um prazer receber Merson que além de um amigo está à frente de uma importante cidade que faz divisa com o nosso município, vamos trabalhar estreitando os laços e buscando sempre o melhor para a nossa população, a nossa gestão tem esse compromisso, de buscar as parcerias necessárias visando sempre ofertar os melhores serviços a população e temos certeza que essa parceria com os prefeitos dos municípios mais próximos é de fundamental importância”, declarou Dra. Cátia.

O prefeito de Poção Merson disse que ficou muito satisfeito com o encontro e parabenizou a forma como Dra. Cátia vem conduzindo o seu início de governo, segundo ele, a gestora tem mostrado uma grande capacidade administrativa e concluiu dizendo que a população de Jataúba fez uma boa escolha e que logo o município colherá os frutos de uma gestão que tem compromisso com a população. Ele enalteceu o encontro dizendo que uma boa gestão se faz com diálogos e parcerias e se colocou a disposição para contribuir no que for necessário.

Informações ASCOM Prefeitura de Jataúba


Prefeitura de Jataúba-PE, realiza mais uma reunião com agricultores do município

 

A intenção é intensificar um cronograma de ações para o homem do campo através das as Associações do município

Neste final de semana aconteceu mais uma reunião nas Associações dos Pequenos Agricultores de Jataúba, este é o terceiro encontro de 2021 com representantes das comunidades rurais do município feito pela nova gestão, a Prefeita Dra. Cátia e o vice-prefeito Fábio Mamão, o primeiro aconteceu no Sítio Mimoso, o segundo no sítio Frango, já o terceiro foi realizado no Sítio Olho D'água, esses encontros mais uma vez reafirma o compromisso da administração municipal em trabalhar muito pelo homem do campo. 

As associações comunitárias rurais são criadas com objetivo de integrar as ações dos associados (agricultores e trabalhadores rurais) em benefício da melhoria do processo produtivo da própria comunidade à qual pertencem.

Cada comunidade tem uma cultura e estrutura própria, as quais influenciam a forma de ação e organização das associações.
''Estamos aqui graças a vocês que acreditaram e tiveram vontade política para fazer uma grande mudança nesta Cidade. E estão aqui hoje para contribuir de forma efetiva com estas transformações que acredito que serão para o bem de todos vocês”, afirmou a prefeita Dra. Cátia, que continuou a reunião falando da importância da implementação de políticas públicas sérias em prol do desenvolvimento sustentável nas regiões rurais de Jataúba.

“Todos nós sabemos do enorme potencial de geração de renda e qualidade de vida que o nosso povo das comunidades rurais possuem no nosso município. É preciso de agora em diante tentar dar aos nossos produtores rurais condições reais para que os projetos de crescimento cheguem até eles, e sejam colocados em prática”, explicou a prefeita.

A continuidade de diversas ações e programas desenvolvidos pelas secretarias de Agricultura, Ação Social, Saúde, Governo, demonstra que o governo municipal intensificará suas atividades no setor rural.

Informações ASCOM PREFEITURA MUNICIPAL DE JATAÚBA




segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

Para conter Covid-19, Paraíba terá toque de recolher e fechamento da orla de João Pessoa

 

Na tarde desta segunda-feira (22), o Governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), anunciou medidas mais rígidas para conter o avanço da Covid-19 no estado. A Paraíba terá toque de recolher das 22h às 5h, e, na capital, será fechado o acesso às praias. As restrições serão mantidas por 15 dias. De acordo com o gestor, o decreto com o detalhamento das medidas será publicado nesta terça-feira (23).  

A Paraíba já tinha divulgado o adiamento do retorno das aulas da rede pública para uma data ainda não definida. Orientações foram dadas para que a rede particular de ensino também adiasse as aulas. 

As novas restrições foram relatadas por João Azevêdo na manhã desta segunda, após uma reunião com representantes das Secretarias de Estado da Saúde e Segurança, além da Procuradoria Geral do Estado, Controladoria Geral do Estado, Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-PB) e Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa). 

Em entrevista à Tabajara AM/FM, pela tarde o governador informou: "Nós temos, diariamente, mais de mil casos de contágio acontecendo". Azevêdo afirmou que o aumento de casos causa uma maior necessidade de internação e, consequentemente, uma maior quantidade de mortes. A Paraíba já tem 4.356 pessoas que morreram por complicações da Covid-19. 

"Por conta disso e por conta da taxa de ocupação dos hospitais, com João Pessoa chegando a 84% e o Sertão, a 88%, é que nós estamos agora determinando que amanhã (23) será publicado um decreto no estado tomando medidas mais restritivas visando a redução da mobilidade" , explicou, na entrevista, o governador. O boletim divulgado nesse domingo (21) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), a Paraíba contabiliza, até o momento, 212.286 casos confirmados da Covid- 19 e 4.356 óbitos. A ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) registra 72% e de enfermaria, 56%.


João Pessoa

Em João Pessoa, além de medidas restritivas, haverá aumento da frota de ônibus para reduzir as possibilidades de contágio em veículos lotados. De acordo com o prefeito Cícero Lucena, 21 novos veículos estarão nas ruas a partir desta segunda. “Lugar de ônibus não é na garagem, mas, nas ruas, transportando a população para reduzir aglomerações”, defendeu o gestor.

Informações Folha de Pernambuco 







Educação em destaque - Prefeitura de Brejo da Madre de Deus realiza aula que marca o início do ano letivo no município

 

O município de Brejo da Madre de Deus iniciou hoje o ano letivo 2021 no auditório da Prefeitura, onde foi realizado uma live para abertura.

O momento contou com a presença do prefeito Roberto Asfora, Vice-prefeito Rubieno Catanha, e Roberto Aguiar, secretário de Educação do município.

Neste primeiro momento, as aulas voltam de forma online, a expectativa é que em breve a modalidade de ensino híbrido seja implantado na rede municipal, “Quero o servidor público ao meu lado estimulado, valorizado e respeitado, somente com vocês conseguimos avançar e fazer com que as políticas públicas cheguem lá na ponta, beneficiando a vida das pessoas.” Enfatizou Roberto Aguiar.
“Enquanto as aulas começam de forma remota, as escolas estão passando por readequações para segurança dos alunos e profissionais da rede, a fim de cumprir com os protocolos sanitários. É com esse espírito de amor pela educação que damos as boas-vindas e um bom retorno a todos: alunos, professores e demais funcionários para que com vibração e alegria iniciemos nossas atividades.” disse o prefeito Roberto Asfora.

A live também teve como palestrante o Professor Roberto Peixoto, que atua como professor universitário há 35 anos, aposentado da Rede Estadual de Pernambuco, conta com uma longa experiência na educação e na formação de profissionais, conta com livros publicados e tem o seu nome conceituado no cenário regional.

Informações da Assessoria de Comunicação



Mais três cidades pernambucanas impõe restrições devido ao Coronavírus

 

Duas cidades da Zona da Mata Norte de Pernambuco publicaram decretos, nesta segunda (22), para controlar a circulação de pessoas e evitar a disseminação do novo coronavírus.

As prefeituras de Carpina e Tracunhaém proibiram aulas nas escolas, restringiram o funcionamento de bares e restaurantes e limitaram o número de fiéis em igrejas.

De acordo com a prefeitura de Carpina, as aulas nas redes municipal e privada foram suspensas desde esta segunda e não deverão ser retomadas nos próximos 90 dias. As atividades esportivas em quadras, ginásios e campos de futebol também foram vetadas.

O decreto 008/21 determinou que os bares, restaurantes e lanchonetes devem fechar às 20h, nos dias de semana. Aos sábados, domingos e feriados, a abertura é autorizada até 18h.

A norma publicada pela administração municipal atinge os serviços de entrega de alimentos. O “delivery” só pode funcionar até 22h. Quem descumprir as medidas, informou a prefeitura, terá a licença de funcionamento cassada e as atividades serão paralisadas.

O comércio do Centro deve funcionar das 7h às 18h, nos dias de semana. Aos sábados, as lojas poderão abrir das 6h às 18h.

O decreto também altera os serviços nas feiras em áreas públicas. “Fica proibida a colocação de bancos às margens da PE-90”, disse a norma.

No Centro, a colocação dos bancos será autorizada a partir das 18h da quinta-feira (25). As atividades só podem seguir até as 17h de sábado. Fica proibida, ainda, a colocação de mercadorias sobre lonas no chão.

Ainda de acordo com a determinação, foram suspensas as festividades em homenagem a São José, padroeiro da cidade. A festa ocorreria entre os dias 10 e 19 de março de 2021. Também foram vetadas as festas e solenidades em casas especializadas na cidade.

O uso de máscaras se tornou obrigatório, conforme o decreto. Nas igrejas, as atividades estão autorizadas, desde que cumpridas as seguintes regras: limite de público de 30% da capacidade, oferta de álcool em gel ou líquido a 70%, além de distanciamento mínimo de 1,5 metro.

TRACUNHAÉM

Em Tracunhaém, o decreto 11/2021 determinou a suspensão das aulas nas redes públicas municipal e privada. A prefeitura também proibiu atividades esportivas em áreas públicas.

Os bares, lanchonetes e restaurantes podem funcionar com a metade da capacidade. Mesmo assim, precisam cumprir o distanciamento de 1,5 metro.

Esses estabelecimentos que comercializam alimentos só poderão funcionar até as 19h, assim como os serviços de “delivery”.

Os templos religiosos devem limitar o número de fiéis a 30% da capacidade. Essa quantidade não pode ser maior do que 300 pessoas.

Na cidade, que tem cerca de 15 mil habitantes, a Polícia Militar e a Guarda Municipal estão autorizadas a fazer a fiscalização e levar para a delegacia quem descumprir o decreto.

BUENOS AIRES

Com 13 mil habitantes, Buenos Aires, na mesma região, a prefeitura editou um decreto para limitar o horário de bares e restaurantes. Os estabelecimentos podem funcionar até as 20h.

As igrejas devem limitar o público a 30% da capacidade. Na feira, o espaço entre os bancos deve ser de dois metros, segundo a prefeitura.

Informações Blog do Mário Flávio


Morre em Caruaru “Zé de Tozinha” tio do vereador Fernando Firoca e irmão de Mero Chaves

 

A cidade de Jataúba perdeu nesta segunda-feira 22, mais um dos seus filhos ilustres. Faleceu na cidade de Caruaru o senhor José Batista Chaves conhecido por “Zé de Tozinha”, o mesmo tinha 79 anos de idade.

Zé de Tozinha era irmão do ex-vereador José Romério Chaves e tio do vereador Fernando Firoca. O mesmo será sepultado as 11 horas da manhã desta terça-feira dia 23, na cidade de Caruaru.

Jota Silva / Folha de Jataúba


quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

Desembargador do TJPE autoriza posse dos aprovados do concurso público de Jataúba -PE

 

No último dia 12/02 o Tribunal de Justiça de Pernambuco julgou pedido de suspensão de liminar protocolado pelo município de Jataúba-PE. Objetivo do pedido: suspender a eficácia da sentença proferida no Juízo da Vara Única da Comarca de Jataúba-PE, nos autos da Ação Civil Pública nº 0000196-03.2020.8.17.2820, que determinou a nomeação e posse dos candidatos aprovados nos concursos editais 001 e 002/2020. 

A provocação para que o poder público municipal cumprisse a lei veio por parte do promotor Dr. Antônio Rolemberg. Na ocasião foi dado prazo de 48 horas para que a solicitação do represente do Ministério Público fosse cumprida. O caso ganhou proporções porque agentes da prefeitura se opuseram à posição do MP local, declarando abertamente seu desinteresse em cumprir sua recomendação. A posição do município era de que as nomeações só iriam ocorrer se por sentença do Juiz local. Que foi promulgada. Ainda assim, o município recorreu. O mérito no TJPE foi julgado pelo desembargador Fernando Cerqueira Norberto dos Santos.

Vamos aos fatos: a defesa do município sustentou que a situação financeira inviabiliza a admissão dos aprovados do concurso, pois acarretaria aumento de despesa. Alega (sem apresentar provas) que houve ilegalidade no referido certame. Aduz ainda que o concurso está apenas no início de sua validade, cabendo a administração municipal definir por conta a melhor hora de admitir os novos servidores. O desembargador, por outro lado, contrapõe os argumentos ao constatar que não se verificará necessariamente aumento de despesa, visto que servidores em contratos precários serão apenas substituídos por funcionários efetivos. Pontua o desembargador que o referido concurso ocorreu por acordo firmado entre o MP e a prefeitura local, nos autos do inquérito civil 0001/2016, cujo objetivo era exatamente viabilizar a substituição dos contratos precários por servidores efetivos, conforme a lei.

Em suma, a sentença está anexa e possui 6 páginas. Todos os pontos apresentados pela prefeitura de Jataúba-PE foram desconstruídos pelo desembargador. A sentença indeferiu o pedido do executivo local. Foi favorável à convocação e posse dos aprovados do concurso. Desta feita, o município já recebeu parecer favorável ao cumprimentos dos preceitos constitucionais do concurso público de órgãos judiciais da 1° e 2° instâncias. Para tentar reverter as decisões, resta agora a 3° instância, o Superior Tribunal de Justiça (STJ). Alguns candidatos comemoraram o resultado do TJ. Jaula pede cautela. Existe um estranho desejo da prefeita em manter os contratos precários. As razões não são claras. Não surpreende se enviar remessa ao STJ. Se na última instância a decisão não for favorável aos seus interesses (talvez pessoais) ao menos vai ganhar tempo de manutenção dos vínculos não constitucionais.

Mais informações no anexo abaixo.

0000818-35.2021.8.17.9000_14731094


Folha de Jataúba / Informações Jaula Cursos




Mais 230,7 milhões de doses serão entregues ao Brasil até julho, diz Pazuello; confira cronograma

 

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, apresentou nesta quarta-feira (17) um cronograma em que prevê a distribuição de cerca de 230,7 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 até julho. O anúncio foi feito durante reunião virtual com governadores, informou a pasta.

Na programação apresentada, o ministro incluiu as negociações com os laboratórios União Química/Gamaleya e Precisa/Bharat Biotech, que podem garantir ao Brasil a chegada da vacina russa Sputnik V e da indiana Covaxin, respectivamente.
 
A previsão, de acordo com a pasta, é que o contrato com os dois laboratórios seja assinado ainda nesta semana. Os dois imunizantes ainda não possuem pedido de uso emergencial aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

As próximas entregas aos estados acontecem ainda em fevereiro: serão 2 milhões de doses da AstraZeneca/Fiocruz, importadas da Índia, e 9,3 milhões da Sinovac/Butantan, produzidas no Brasil. Em março, a pasta também aguarda a chegada de 18 milhões de doses da vacina do Butantan e mais 16,9 milhões da vacina da AstraZeneca.

A assessoria do Ministério da Saúde informou o seguinte cronograma sobre a entrega das vacinas no país:

Fundação Oswaldo Cruz (vacina AstraZeneca/Oxford)
Janeiro 2 milhões (entregues)
Fevereiro 2 milhões (importadas da Índia)
Março 4 milhões (importadas da Índia) + 27,3 milhões (produção nacional com IFA importado)
Abril 28,6 milhões (produção nacional com IFA importado)
Maio 28,6 milhões (produção nacional com IFA importado)
Junho 28,6 milhões (produção nacional com IFA importado)
Julho 3 milhões (produção nacional com IFA importado)
Total (1º semestre) 112,4 milhões de doses
A partir do segundo semestre, com a incorporação da tecnologia da produção da matéria-prima (IFA), a Fiocruz deverá entregar mais 110 milhões de doses, com produção 100% nacional.
 
Fundação Butantan (vacina Coronavac/Sinovac)
Janeiro 8,7 milhões (entregues)
Fevereiro 9,3 milhões
Março 18,1 milhões
Abril 15,9 milhões
Maio 6 milhões
Junho 6 milhões
Julho 13,5 milhões
Total 77,6 milhões de doses
Até setembro, serão entregues mais de 22,3 milhões de doses da Coronavac, totalizando os 100 milhões contratados pelo Ministério da Saúde.
 
Covax Facility
Março 2,6 milhões (vacina importada da AstraZeneca/Oxford)
Até junho: 8 milhões (vacina importada da AstraZeneca/Oxford)
Total: 10,6 milhões de doses
União Química (vacina Sputnik V/Instituto Gamaleya/Rússia)
Março 400 mil (importadas da Rússia)
Abril 2 milhões (importadas da Rússia)
Maio 7,6 milhões (importadas da Rússia)
Total 10 milhões de doses
Com a incorporação da tecnologia da produção do IFA, a União Química deverá produzir, no Brasil, 8 milhões de doses por mês.
 
Precisa Medicamentos (vacina Covaxin/Barat Biotech/Índia)
Março 8 milhões (importadas da Índia)
Abril 8 milhões (importadas da Índia)
Maio 4 milhões (importadas da Índia)
Total 20 milhões de doses.

Informações Folha de Pernambuco



terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

Prefeitura de Jataúba decreta ponto facultativo nesta quarta-feira de cinzas

 

A prefeitura Municipal de Jataúba através da Secretaria Municipal de Administração informou através do ofício Nº 059/2021 que foi decretado ponto facultativo em todas as repartições públicas no município nesta quarta-feira 17 de fevereiro (quarta-feira de cinzas).

Confira a nota na Íntegra:

Folha de Jataúba


Renata vai ser a relatora da comissão que pode mudar o sistema eleitoral no país

 

Presidente nacional do Podemos, a deputada federal Renata Abreu (SP) vai ser a relatora da comissão que pode mudar a forma como o Brasil elege seus parlamentares. Entre as regras a serem analisadas pelo colegiado, visando as eleições de 2022, está a mudança do sistema de votos, de proporcional para distritão ou distrital misto. 

Segundo a parlamentar, é preciso aprimorar o sistema eleitoral para que ele seja mais compatível com as mudanças que ocorreram na última legislação eleitoral, como, por exemplo, o fim de coligações. “Isso acarretou um aumento relevante no número de candidatos, dificultando o acesso às propostas de cada um”, detalhou ela. 

No distritão, cada Estado ou município vai ser um distrito eleitoral e os candidatos aos legislativos federal, estaduais e municipais são eleitos pela maioria simples, como acontece hoje nas eleições para prefeito, governador, presidente da República. Com esse sistema, reduz o número de candidatos e deixam de existir os puxadores de votos, ou seja, aqueles que recebem muitos votos e elevam o quociente partidário, permitindo a eleição dos menos votados. Ao reduzir o número de candidatos – e dividi-los em distritos -, esse sistema permite que os eleitores possam pesquisar melhor o histórico dos candidatos e das suas propostas eleitorais. 

Em 2017, entretanto, durante discussão da Reforma Política, o distritão foi rejeitado pelo plenário da Câmara dos Deputados e manteve-se o sistema atual, que permite os votos em legenda, quando o eleitor não quer ou não consegue escolher um candidato, mas se identifica com os princípios de determinado partido. 

Além desses dois sistemas, há também o distrital misto, que mistura votos da maioria e votos proporcionais, ou seja, ao mesmo tempo em que permite maior aproximação do eleitor com os candidatos, também permite o voto por ideologia ou em pautas minoritárias. 

Renata Abreu diz que defende qualquer sistema que aprimore o atual. “Tem um sentimento na Câmara pelo distritão ou distrital misto, mas não é consenso. Vou atuar para construir uma proposta que seja apoiada pela maioria”, garante a deputada. 

Para valer em 2022, a mudança no sistema eleitoral precisa ser aprovada até outubro deste ano. 

Informações Blog do Mário Flávio


Em vez de impeachment, oposição quer desgaste de Bolsonaro até 2022

 

Apesar dos tuitaços, panelaços e carreatas, congressistas da oposição admitem nos bastidores que lhes interessa mais a manutenção de "clima de impeachment" e sangria de Jair Bolsonaro (sem partido) até as portas de 2022 do que a efetivação real de um processo para a saída do presidente do cargo.

O cálculo se baseia na avaliação principal de que o presidente tem hoje amparo do bloco do centrão para derrotar qualquer pedido. Ou seja, na hipótese de ser deflagrado na Câmara, o impeachment seria derrotado por Bolsonaro, que sairia fortalecido politicamente.

Mesmo em um improvável cenário de sucesso, assumiria o governo o general Hamilton Mourão (PRTB), que, embora seja visto como mais sensato e eficiente em relação a Bolsonaro, está longe de ser do agrado da esquerda.

O vice teria um tempo relativamente longo para arregimentar apoio e estrutura, podendo vir a se tornar, inclusive, um real adversário da oposição em 2022.

O descrédito com o impeachment ganhou mais força com a folgada eleição de Arthur Lira (PP-AL) para presidência da Câmara, amparado por um guarda-chuva de emendas e cargos oferecidos pelo governo Bolsonaro.

Se sob o comando de Rodrigo Maia (DEM-RJ) já havia dificuldade –ele deixou o cargo com mais 60 pedidos de abertura de processo de impeachment sem análise–, com o líder do centrão no comando as chances rareariam mais ainda. "O Maia tinha motivos suficientes para iniciar o processo, mas não havia interesse de integrantes do centrão de dar esse passo", afirma a deputada Talíria Petrone (RJ), líder do PSOL na Câmara.

"Agora, a correlação de forças é muito pior do que antes da eleição do Lira. Não vemos com otimismo os 68 pedidos [de impeachment] irem para frente."

Lira recebeu 302 votos e foi eleito em primeiro turno na disputa para o comando da Casa. Ele teve apoio da direita, do centro e até da oposição. Seu principal, adversário, Baleia Rossi (MDB-SP), teve 145.

Pela legislação, cabe ao presidente da Câmara decidir, de forma monocrática, se há elementos jurídicos para dar sequência à tramitação do pedido. Nesse caso, o impeachment só é autorizado a ser aberto com aval de pelo menos dois terços dos deputados (342 de 513), depois de votação em comissão especial. Formalmente, a esquerda conta com apenas 130 votos na Câmara.

Nesse contexto, uma ala da esquerda avalia que apresentar pedidos de impeachment com a certeza de que eles não serão aceitos tem um saldo positivo para os opositores de Bolsonaro: a cada nova controvérsia em que o mandatário se envolve, haveria uma nova chance de capitalizar em cima do episódio e "sangrar" o capital político do presidente.

O jogo de cena ajudaria ainda a manter os erros da gestão Bolsonaro em evidência até que a vacinação contra Covid-19 ganhe ritmo no país e possibilite o retorno de manifestações de rua, fundamental para qualquer processo de destituição.

Esse é apontado como um dos motivos que resguardam o governo atualmente. Quando a economia está ruim ou há uma situação em que o presidente perde apoio político, o reflexo mais visível da perda de popularidade são os protestos.

Na avaliação de alguns membros da esquerda, uma parcela de insatisfeitos já estaria disposta a sair às ruas. Porém o risco da pandemia impediria uma adesão maior aos atos.

Em janeiro, pesquisa Datafolha mostrou que 53% dos entrevistados avaliavam que a Câmara não deveria abrir um processo de impeachment contra Bolsonaro –42% achavam que deveria.

Essa leitura "pragmática" de desgastar Bolsonaro, embora forte nos bastidores, não é consenso na oposição. Muitos defendem a tentativa constante e imediata de destituir Bolsonaro como uma forma de viabilizar um combate mais efetivo à crise sanitária e uma chance de impedir o avanço de pautas conservadoras defendidas pelos bolsonaristas.

"Há aqueles que defendem o impeachment como meramente um discurso político, para esgarçar o presidente até as eleições. Esses estão preocupados exclusivamente com o processo eleitoral", afirma Júlio Delgado (PSB-MG).

"Mesmo não tendo clima nas ruas, acho que o impeachment é necessário porque o Brasil não suporta mais dois anos disso. Falo, em especial, dos aspectos sanitário, ambiental e diplomático", afirma o deputado.

Para Carlos Zarattini (PT-SP), a oposição também não pode arrefecer na defesa do impeachment por temer vitaminar Mourão.

"O governo Mourão teria de fazer um acordo político para sobreviver. Ele não tem o mesmo respaldo das urnas que o Bolsonaro tem. Evidentemente que ele não vai levar à frente um programa radical como o Bolsonaro, ele vai ter de se moderar, e isso vai dar uma situação melhor para o Brasil. Cada dia a mais do Bolsonaro no governo é um dia a mais de desgraça para o povo brasileiro", diz.

Talíria tem opinião similar. "É óbvio que a gente entende que não é um cenário satisfatório para a vida do povo brasileiro ter Mourão presidente. Mas quem hoje, por incrível que pareça, tem posições que resguardam a democracia brasileira é o Mourão. Tem uma questão do que cabe em uma democracia e o que não cabe", afirma.

"A divergência cabe numa democracia. Estimular atos autoritários, negacionismo insano, não. Mourão, em alguma medida, tem sido um ponto de equilíbrio nesta chapa", afirma a líder do PSOL.

Informações da Folha de PE

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Boca no Trombone - As Curtinhas do Jota Silva

 

No passo da folia do carnaval, o Blog Folha de Jataúba traz a primeira edição das curtinhas sobre a política jataubense no ano de 2021. Passados 45 dias desde que a nova gestão assumiu, é hora de traçar um diagnóstico de tudo o que vem acontecendo tanto na câmara quanto na prefeitura e de como anda os bastidores da política na cidade que se destaca no polo de confecções como maior produtora da cueca e da calcinha no Agreste pernambucano.

Pé na estrada

Uma das marcas da nova gestão do município nesse início de mandato tem sido sair do gabinete em busca de ações para o município, nesses primeiros dias de governo, vários órgãos e secretarias do estado já foram visitados pela prefeita e vice-prefeito do município, e espera-se que ações concretas possam chegar o mais rápido possível para beneficiar a população.

 Pé na estrada II

Outra medida adotada pela atual gestão foi levar algumas secretarias e o próprio gabinete às comunidades rurais. O intuito ao que parece é aproximar a gestão da população de uma forma diferente, onde além de ouvir as demandas a prefeitura oferece serviços básicos à população mais carente do município.

Voz da Oposição

Ao contrário de legislaturas anteriores a vereadora Josilene pelo menos na prática parece ter assumido o papel de voz da oposição na câmara de vereadores de Jataúba, a vereadora não tem feito uso da tribuna, no entanto, em todas as reuniões tem aparteado os vereadores de situação e vendo sendo a voz de defesa da gestão anterior do seu irmão o ex-prefeito Antônio de Roque.

Pedra no sapato?

Como é comum em todas as gestões, e aproveitando o clima de carnaval, nesses 45 dias de mantado de Dra. Cátia já surgiu o bloco dos insatisfeitos, embora ainda silencioso, o bloco conta com nomes de peso dentro do cenário político jataubense e informações dão conta de que se algumas coisas não mudarem dentro da atual gestão o barulho poderá ser ensurdecedor.

Espaço x Espaçados

Em contato com esse blogueiro, um dos membros desse bloco disse que não aceita a forma como muitas coisas estão sendo conduzidas e disse que enquanto um pequeno grupo comandar as decisões dentro da gestão não há como haver a mudança pregada em campanha e garantiu que se continuar esse abismo entre “os que têm muito espaço e os que estão sendo descartados” vai chutar o pau da barraca, pois, segundo ele, não vai deixar seus correligionários caírem no conto da carochinha.

Na mesma pisada

Se o ex-prefeito Antônio de Roque teve a sua gestão marcada pelo imbróglio entre prefeitura e professores, a atual gestão poderá provar do mesmo veneno com os candidatos que fizeram o concurso no final da gestão anterior e aguardam por suas respectivas convocações. Isso porque a disputa está na justiça e enquanto os concursados defendem o direito de assumirem os seus postos, a gestão vem alegando problemas financeiros para garantir esse direito, a grande questão é a falta de informações que tem levado prefeitura e concursados a travarem uma verdadeira queda de braços que ainda promete dar muito que falar.

Me segura senão eu caio

Diante de todos os problemas que vem ocorrendo nos bastidores a atual gestão precisa abrir o olho e tomar as rédeas da situação do contrario o que parecia ser uma verdadeira fortaleza poderá ruir e literalmente Dra. Cátia e Mamão poderão cair no passo da folia ao som da marchinha carnavalesca: “Me segura senão eu Caio”.

No silêncio

Enquanto tudo isso acontece à oposição em Jataúba com exceção da vereadora Josilene faz silêncio e não deixa nenhuma pista de como será a sua postura daqui pra frente. Há uma grande incógnita e não se sabe quem de fato irá assumir esse papel dentro do município, uma vez que há quem diga que o ex-prefeito Antônio de Roque talvez não tenha essa disposição política no momento e sendo assim, quem assumiria esse papel de liderar um projeto de oposição pensando nas eleições de 2024?

Pra finalizar o que resta a dizer é que estamos atentos tudo o que acontece diante dos holofotes e nos bastidores da política jataubense, a nossa abelhinha continua pousando em vários ambientes e atenta a tudo o que está acontecendo para que possamos destrinchar em forma de notícias.

Jota Silva / Folha de Jataúba









SDS expõe queda de homicídios em Pernambuco

 

Pernambuco iniciou o ano com redução nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), segundo a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE). Em janeiro de 2021, houve 297 homicídios, contra 336 vidas perdidas no mesmo período de 2020. O recuo de 39 mortes no comparativo corresponde a uma diminuição percentual de 11,6%. Na série histórica do Pacto pela Vida, esse foi o janeiro com mais baixa incidência de assassinatos desde 2014, com 256 óbitos.

“A redução dos homicídios significa a proteção de vidas, tanto de possíveis vítimas e alvos como de familiares e pessoas próximas que, de alguma forma, deixaram de ter contato com a violência e seus efeitos negativos. Para os profissionais que fazem a segurança pública, essa é a maior recompensa. Em janeiro, desencadeamos a Operação Zodíaco em 12 Áreas Integradas de Segurança onde houve maior incidência de crimes e, nesses territórios, a retração dos CVLIs foi de 20%, o que colaborou para a diminuição global. Continuaremos fazendo as fiscalizações sanitárias e empregando o efetivo que estaria garantindo o Carnaval em ações de prevenção e repressão qualificada às organizações criminosas, especialmente aquelas envolvidas no tráfico de drogas, responsável por 70% das vidas perdidas em Pernambuco”, diz o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua.

AGRESTE REDUZ MAIS – Entre as regiões, o Agreste fechou janeiro com a retração mais expressiva: -29,76%, tendo caído de 84 vítimas de CVLI em janeiro de 2020 para 59 no mesmo mês em 2021. Na AIS-14, que tem sede em Caruaru e alcança outros 14 municípios, os 18 CVLIs de janeiro passado representaram o menor número de vítimas dos últimos 20 meses. Ficou acima apenas de maio de 2019, com 17 mortes.

A Região Metropolitana (excetuando-se a capital) apresentou retração de 95 para 82 na mesma comparação. Já a Zona da Mata registrou 71 mortes violentas, duas a menos que em 2020. No Sertão, houve 37 homicídios tanto em janeiro de 2020 quanto no de 2021. Na AIS-23 (Cedro, Mirandiba, Parnamirim, Salgueiro, Serrita, Terra Nova e Verdejante), nenhuma morte violenta intencional ocorreu em janeiro. Já o Recife contou um CVLI a mais, tendo passado de 47 para 48 na confrontação dos dois últimos janeiros.


QUEDA DA VIOLÊNCIA CONTRA MULHERES – O ano de 2021 também iniciou com menos queixas de violência doméstica e familiar contra a mulher em todas as regiões de Pernambuco. No primeiro mês deste ano, contabilizaram-se 3.818 denúncias, contra 4.099 no mesmo período do ano passado. Isso significa uma redução de 6,86% desse tipo de crime. A região onde esse crime mais recuou foi o Sertão (-9,72%), seguido pelo Agreste (-7,64%), Zona da Mata (-6,39%), Recife (-5,86%) e Região Metropolitana (-5,17%). Também em queda, as estatísticas de estupro começam o ano com retração de 8,19%. Em janeiro de 2020, computaram-se 232 crimes de estupro, enquanto em janeiro deste ano ocorreram 213. No primeiro mês deste ano, 25 mulheres foram assassinadas, sendo 9 casos qualificados como feminicídios. No mesmo período de 2020, 21 mulheres perderam a vida para a violência, e em 8 desses crimes a polícia apontou o feminicídio como motivação.

Relação dos 85 municípios que não tiveram registro de CVLI em janeiro de 2021, incluindo Fernando de Noronha:

Abreu e Lima, Afogados da Ingazeira, Afrânio, Agrestina, Alagoinha, Aliança, Altinho, Angelim, Araripina, Barra de Guabiraba, Belém de São Francisco, Bodocó, Bom Conselho, Brejinho, Buenos Aires, Cabrobó, Cachoeirinha, Calumbi, Camutanga, Canhotinho, Capoeiras, Carpina, Catende, Cedro, Correntes, Exu, Feira Nova, Fernando de Noronha, Frei Miguelinho, Granito, Iati, Ibirajuba, Inajá, Ingazeira, Itacuruba, Itapetim, Jaqueira, Jataúba, Jatobá ,Jucati. Jupi. Lagoa do Ouro, Lajedo, Machados, Manari, Maraial, Mirandiba, Moreilândia, Palmeirina, Parnamirim, Passira, Poção, Quixaba, Ribeirão, Rio Formoso, Sairé, Salgadinho, Salgueiro, Santa Cruz, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Filomena, Santa Maria da Boa Vista, Santa Maria do Cambucá, Santa Terezinha, São Benedito do Sul, São Bento do Una, São Joaquim do Monte, São José da Coroa Grande, Serrita, Solidão, Surubim, Tacaimbó, Tacaratu, Tamandaré, Taquaritinga do Norte. Terezinha, Terra Nova, Toritama, Triunfo, Tupanatinga, Venturosa, Verdejante, Vertente do Lério, Vertentes, Xexéu. 

Série histórica de CVLIs em Pernambuco:

Janeiro de 2015 - 323

Janeiro de 2016 - 354

Janeiro de 2017 - 478

Janeiro de 2018 - 453

Janeiro de 2019 - 305

Janeiro de 2020 - 336

Janeiro de 2021 - 297


Informações Blog do Magno Martins






Prefeitura de Jataúba-PE, intensifica cronograma de ações para o homem do campo através das as Associações do município

 

Neste domingo (14), aconteceu uma reunião na Associação dos Agricultores do Sítio Frango. Sobre o comando do Presidente da Associação Carlinhos, este é o segundo encontro de 2021 com representantes das comunidades rurais do município feito pela nova gestão, o primeiro aconteceu no Sítio Mimoso, esses encontro reafirma o compromisso da administração municipal de trabalhar muito pelo homem do campo. A continuidade de diversas ações e programas desenvolvidos pelas secretarias de Agricultura, Ação Social, Saúde, Governo, demonstra que o governo municipal intensificará suas atividades no setor rural.
Na reunião, foi discutido sobre as matriculas escolares nas escolas da região, foi colocado aos associados sobre emissões de documentos, para aqueles que estão precisando e tem dificuldades de emitir, também foi repassado sobre os atendimentos do programa Bolsa Família, na área da Saúde foi colocado sobre os atendimentos médicos, odontológico. 

Com um pensamento, no homem rural a prefeita Dra. Cátia defende as a realização de reuniões continuadas com as Associações, com vistas a um melhor desempenho da administração pública municipal. "Em nossos encontros, com o povo da zona rural, cada um dos meus secretários expõe as ações a serem executadas em suas áreas, tendo essas aproximação entre agricultores e gestão, tentaremos amenizar o sofrimento do nosso povo", disse prefeita. Deixando claro e se colocando sempre à disposição da população, a prefeita garantiu total apoio aos membros de todas as Associações, e os demais moradores da zona rural.

"O presidente Carlinhos falou sobre a importância do associativismo e das parcerias com outras entidades e com a prefeitura municipal, firmando uma linha de trabalho onde favoreça o homem do campo e melhorias na qualidade de vida e assistencialismo ao povo, afirmando a prefeita e a sua equipe, como também aos vereadores a disponibilidade da associação em trabalhar junto com o governo municipal".

Participaram da reunião, os vereadores, Landa de Giva (PSDB) essa do setor, juntamente com seu colega vereador Furibinha (PDT), vereador Civan (PSDB), o Secretário de Saúde Adalmir Holanda, da Agricultura Duá Siqueira e sua esposa Aline, e da Educação Roseane Chaves, Secretária de Ação Social Luziana Siqueira, o diretor do Meio Ambiente Zainha, chefe de Gabinete Graça Ribeiro, diretor de transporte Giva da lotérica, diretores de escolas, Rosimere Cecilia e Claudenice Batista, e Walter Fortunato representando a Ação Social.     


 ASCOM PREFEITURA MUNICIPAL DE JATAÚBA

Secretaria Municipal de Educação de Jataúba, recebe mais um veículo do Programa Caminhos da Escola.

 

A Secretaria Municipal de Educação de Jataúba, recebeu na manhã desta quinta-feira (10), mais um veículo do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE, dentro do Programa Caminhos da Escola.

A demanda por um micro-ônibus mais robusto do que os convencionais surgem da necessidade de transportar estudantes de áreas rurais que não tem sido efetivamente atendidos pelos ônibus 4x4 tradicionais.
Características off road diferenciadas, como ângulo de entrada único, trem de força robusto, suspensão com amplo curso e resistência do conjunto, tornam o Agrale Marruá uma das únicas opções capazes de fazer o transporte de estudantes nas áreas de mais difícil acesso.

O Agrale Marruá transporta até quinze pessoas, sendo 13 estudantes (crianças e adolescentes), mais o motorista e um auxiliar. O modelo também conta com a opção do Dispositivo de Poltrona Móvel – DPM, para o embarque e desembarque de estudantes com deficiência ou mobilidade reduzida. Uma das poltronas se desloca do salão do veículo até o nível do piso, na área externa.

ASCOM - Secretária de Educação



terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Prefeito renuncia cargo com 39 dias de mandato

 

O prefeito do município de Condado, no Sertão da Paraíba, Jorge Henrique de Almeida (PL), mais conhecido por Jorginho, renunciou o cargo de gestor com apenas 39 dias de mandato. Ele apresentou a carta de renúncia na Câmara Municipal na noite desta segunda-feira (8).

O prefeito, de 31 anos, estava enfrentando problemas de saúde desde a época da campanha e resolver renunciar para tratar uma depressão. Quem assume a vaga é o vice-prefeito, Marcelo Bezerra de Sá (PL), de 24 anos.

A presidência da Câmara Municipal de Condado informou que a posse de Marcelo Bezerra está marcada para acontecer nesta terça-feira (9).

Condado é um município que integra a Região Metropolitana de Patos, no Sertão paraibano. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), o município tem cerca de 6,7 mil habitantes.

Informações Blog do César Mello


Gilson Julião bate pesado em Capilé: “Incompetente, irresponsável e ditador, por aí a gente tira como seria o modelo de governo de Allan”



Nesta terça-feira, 09, o vereador Gilson Julião, do MDB, criticou o novo presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe, Capilé da Palestina, do PSD. O parlamentar oposicionista chegou a dizer em um grupo de política do WhatsApp que Capilé é um ditador. 

“Frequento a Câmara desde 2001, há 20 anos e nunca vi um presidente tão incompetente, irresponsável e ditador (pra ficar só nesses adjetivos). Por aí a gente tira o modelo de governo que teríamos se os verdes, liderados por Allan, tivessem ganhado a prefeitura”, disse Julião.

Em sua primeira sessão plenária, ocorrida na semana passada, Gilson já havia deixado transparecer o seu descontentamento com o novo presidente por uma questão regimental, quando na ocasião afirmou que o mesmo era “ditatorial”.

Com informações do Blog do Bruno Muniz


segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

Médicos e cientistas pedem impeachment de Bolsonaro

 

Um grupo de médicos e cientistas protocolou um pedido de impeachment na Câmara contra o presidente Jair Bolsonaro. O pedido afirma que Bolsonaro cometeu crimes de responsabilidade na condução da pandemia de Covid-19.

Para embasar o pedido, os médicos e cientistas listaram uma série de declarações públicas e ações de Bolsonaro desde março de 2020, quando o coronavírus começou a se alastrar pelo país, até o dia 20 do mês passado.

Foi citada, por exemplo, a frase "Não sou coveiro", proferida por Bolsonaro após ser questionado sobre o elevado número de óbitos pela doença no país. O pedido lembra também as declarações de Bolsonaro contra as medidas de isolamento social e as ocasiões em que o presidente minimizou os efeitos da doença.

Segundo os médicos e cientistas, o presidente "usou seus poderes legais e sua força política para desacreditar medidas sanitárias de eficácia comprovada e desorientar a população cuja saúde deveria proteger".

O pedido também afirma que o negacionismo de Bolsonaro tem custado vidas de brasileiros.

"O Sr. Jair Messias Bolsonaro insistiu em arrastar a credibilidade da Presidência da República (e, consequentemente, do Brasil) a um precipício negacionista que implicou (e vem implicando) perda de vidas e prejuízos incomensuráveis, da saúde à economia", diz um trecho do documento.

Cabe ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), decidir se aceita ou não um pedido de impeachment. Já foram protocolados mais de 60 pedidos de impeachment contra Bolsonaro. Lira é aliado do presidente da República.

Informações Magno Martins


sábado, 6 de fevereiro de 2021

Em Santa Cruz do Capibaribe - Secretária de Educação informa que ano letivo 2021 começará com aulas remotas e não presenciais

 

A secretária de Educação de Santa Cruz do Capibaribe, Cleciana Alves, enviou nota à imprensa, onde comunicou que, apesar do governo do Estado ter editado nesta semana um decreto liberando a volta às aulas nas redes de ensino dos municípios, na Capital das Confecções o ano letivo 2021 será iniciado de forma remota, com aulas online.

Na nota, Cleciana afirma que as aulas presenciais só serão retomadas quando todas as escolas estejam adequadas as exigências dos protocolos sanitários. “A Secretaria Municipal de Educação de Santa Cruz do Capibaribe comunica a toda a população que a volta às aulas presenciais do Ensino Infantil e Fundamental, mesmo autorizadas pelo Governo do Estado, só podem acontecer quando todas as escolas estejam adequadas de acordo com todos os protocolos de sanitização e deferidas pelas autoridades de saúde municipal e estadual”, disse ela.

“Desta forma, comunicamos que as aulas iniciarão de forma remota até que o município prepare todas as escolas para receber os nossos alunos e professores, além de toda a comunidade escolar, com segurança”, finalizou a nota.

Informações Blog do César Mello