sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Roberto Asfora manda o recado: “Hilário pagou a fornecedores e deixou nossos funcionários a ver navios, agora eu é que não posso pagar as contas de Hilário e ficar como velhaco”

 

O prefeito recorreu da decisão de bloqueio de contas da Prefeitura de Brejo e afirma que pretende pagar os salários de janeiro em dia

O Prefeito de Brejo da Madre de Deus, Roberto Asfora (PL), recorreu ao Tribunal de Justiça de Pernambuco da decisão do último dia 08 de janeiro de 2021, quando a justiça determinou o bloqueio de mais de R$ 7 sete milhões de reais das contas da prefeitura, para pagamento dos salários dos servidores públicos municipais e da renda emergencial mensal aos trabalhadores da cultura conforme a Lei Aldir Blanc.

Caso a decisão seja favorável a prefeitura, os servidores públicos municipais, continuarão sem receber os salários referentes a dezembro de 2020 e parte do 13º salário, além dos inativos (aposentados) que estão com os vencimentos de dezembro 2020 e 13º salário atrasados de forma integral.

O SINDIBREJO afirma está aberto ao diálogo e que continuará em busca de soluções e medidas para que o direito do servidor seja garantido, que é de receber os salários.

Já nesta quinta-feira (21) o prefeito Roberto Asfora concedeu entrevista ao jornalista e radialista César Mello da Rádio Interativa FM de Santa Cruz do Capibaribe e disse que o pagamento de salários em dia sempre foi um marco de sua gestão e que a prefeitura de Brejo da Madre de Deus não tem dinheiro suficiente para pagar as folhas de dezembro e de janeiro.

“Hilário pagou a fornecedores e deixou nossos funcionários a ver navios, agora eu é que não posso pagar as contas de Hilário e ficar como velhaco”, diz prefeito Roberto Asfora.

Com informações do Blog Estação Notícias


Nenhum comentário:

Postar um comentário