sexta-feira, 26 de junho de 2020

Bolsonaro viaja ao Ceará para inaugurar trecho da transposição do Rio São Francisco

Presidente Jair Bolsonaro tira a máscara e posa para foto com o deputado estadual do Ceará André Fernandes; decreto estadual em vigor no Ceará determina obrigatoriedade do uso de máscaras — Foto: Carlos Marlon/TV Verdes Mares

Governador do estado, Camilo Santana, não participará de evento porque informou que só voltará ao local da transposição 'após superarmos este grave momento de pandemia'.


Bolsonaro aciona comporta em inauguração de trecho da transposição das água do Rio São Francisco NBR/Reprodução O presidente Jair Bolsonaro chegou na manhã desta sexta-feira (26) ao Ceará para inaugurar trecho do Eixo Norte da transposição do Rio São Francisco.

Bolsonaro saiu no início da manhã de Brasília e pousou no aeroporto de Juazeiro do Norte, interior cearense, pouco antes das 10h. Após aterrissar em Juazeiro do Norte (CE), a comitiva oficial se dirigiu ao distrito de Milagres, no município pernambucano de Salgueiro (PE), na divisa com o Ceará.

Lá, Bolsonaro acionou a comporta para liberação das águas da transposição, por volta das 11h.

Em seguida, o presidente seguiu para Penaforte (CE), onde haverá cerimônia oficial. O governador do Ceará, Camilo Santana, não participará do evento em Penaforte.

Em post nas redes sociais, ele afirmou que só voltará ao local da transposição "após superarmos este grave momento de pandemia". Bolsonaro estava usando máscara e foi acompanhado de autoridades como os ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, Augusto Heleno, e do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Bolsonaro chega ao Ceará para inaugurar obra de transposição do São Francisco A obra de transposição das águas do Rio São Francisco foi iniciada em 2007, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O trecho inaugurado nesta sexta-feira por Bolsonaro conduz as águas do Velho Chico ao Ceará, na barragem de Jati, região do Cariri.

Os investimentos na obra passam de R$ 10 bilhões.

Inicialmente, a previsão era de que seriam necessários cinco anos para a construção de 477 quilômetros em obras, reunidas em dois grandes canais para abastecer açudes e rios que desaparecem nos períodos de seca no Ceará, em Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Trecho da obra de transposição do Rio São Francisco no município de Penaforte, interior do Ceará, que será inaugurado nesta sexta-feira (26) pelo presidente Jair Bolsonaro Wagner Mendes/SVM Trecho integra reservatórios de CE e PE O trecho finalizado faz a interligação entre os reservatórios Milagres, em Verdejante (PE), e Jati, na cidade homônima no Ceará.

Ambas fazem parte do Eixo Norte do empreendimento.

Para que as águas chegassem ao Ceará, foi necessária a finalização do processo de enchimento do reservatório Milagres.

A ideia do Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf) como forma de solucionar a escassez hídrica causada pela seca acompanha governos desde, pelo menos, o Segundo Império – ainda no século XIX.

Informações do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário