quarta-feira, 20 de maio de 2020

Lula pede desculpas após frase sobre pandemia do coronavírus

Lula: 'O Moro está se transformando em um boneco de barro' - Sul 21
O ex-presidente Lula reconheceu, na tarde desta quarta-feira (20), que cometeu um erro ao dizer que "ainda bem que natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus" e pediu desculpas pela fala. A frase foi dita para apontar que a pandemia permitiu que as pessoas percebessem a necessidade do Estado para resolver crises.

O ex-presidente foi duramente criticado nas redes sociais. O país atingiu, nesta terça-feira (19), um recorde de mortes registradas em um dia em razão da covid-19, com 1.179. No total, 17.971 pessoas já perderam a vida em por causa da doença. 
Nesta quarta-feira, em entrevista online transmitida pelas redes sociais, Lula disse que usou uma expressão infeliz. “Se eu tivesse falado a palavra ‘infelizmente’ talvez não tivesse tido nenhum problema. Eu, na verdade, tentei utilizar uma palavra para explicar que, depois de tão menosprezado no Brasil, o SUS, desde sua criação em 1988, é no auge da crise que a gente começa a perceber a importância de uma instituição pública. Foi isso que eu tentei dizer e utilize uma frase totalmente infeliz, que não cabia”, afirmou. “Eu peço desculpas às pessoas. É uma frase que não cabia, mas também não posso aceitar a má fé de quem tentou, a partir daí, achar que eu estava comemorando a pandemia”, completou o petista.

Polêmica

A frase polêmica foi dita nesta terça-feira (19), durante uma live. "Ainda bem que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus porque esse monstro está permitindo que os cegos enxerguem, que os cegos comecem a enxergar que apenas o Estado é capaz de dar solução a determinadas crises”, disse o Lula.
Informações Rádio Jornal Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário