sexta-feira, 29 de março de 2019

Deputado quer que apenas empresas com cinco anos possam disputar licitações

Resultado de imagem para fernando rodolfo
O deputado federal  Fernando Rodolfo (PR-PE) anunciou em discurso no plenário, ter apresentado projeto de lei que altera a Lei de Licitações para determinar que participará das concorrências públicas somente empresa que possuir CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) há pelo menos cinco anos.
“É uma medida de combate à corrupção, pois evita a criação de empresas da noite para o dia com a finalidade específica de atender propósitos escusos de agentes públicos”, assinala uma das justificativas do projeto.
Segundo Rodolfo, a proposta, protocolada como PL 1784/2019, “visa impedir que muitos gestores contratem empresas de sua relação pessoal, fazendo com que vultosos contratos sejam firmados com empresas que muitas vezes acabaram de ser constituídas e não têm qualquer experiência em fornecer bens ou serviços à comunidade.
Informações Blog do Mário Flávio

Mais um caixa eletrônico é arrombado por criminosos em Santa Cruz

A cidade de Santa Cruz mais uma vez foi alvo de criminosos. Na madrugada desta sexta-feira (29), elementos arrombaram o caixa eletrônico da Secretaria de Educação e Esportes, que fica localizada na Av. 29 de Dezembro em Santa Cruz do Capibaribe.

A polícia foi acionada por volta das 7:15h pela Secretaria de Educação. Os criminosos adentraram na secretaria por uma janela e então arrombaram o caixa. Segundo a polícia, os elementos provavelmente violaram o caixa com o auxílio de uma furadeira. Vale ressaltar que o caixa foi reabastecido ontem a fim de realizar os pagamentos dos funcionários. Até o momento não se sabe quanto em dinheiro os assaltantes conseguiram levar. A Guarda Municipal esteve no local e isolou a área. A autoria ainda é desconhecida.

Informações Blog do Ney Lima

Deputado Diogo Moraes anuncia emenda de R$ 500 mil reais para Sertânia

Nesta quinta-feira (28), o deputado estadual Diogo Moraes anunciou a liberação de emenda parlamentar no valor de R$ 500 mil, junto ao Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM), para o município de Sertânia. A novidade foi dada ao prefeito Ângelo Ferreira, durante reunião na Alepe, onde já definiram em qual projeto o recurso será aplicado: a construção do Pátio de Feiras da cidade. Localizada no centro da cidade, a atual feira funciona na Rua 6 de junho, todas as sextas e sábados, contando com comércio de frutas, verduras, laticínios e pequenos animais como galinha e bode.
De acordo com Diogo Moraes, o comércio nas bancas da feira livre movimenta a economia, beneficiando principalmente cerca de 200 famílias da zona rural, sendo, ainda de grande importância para os munícipes e ainda moradores de sítios e povoados vizinhos. “Com muita satisfação, neste dia especial, anunciamos meio milhão de reais, de emenda parlamentar de nossa autoria, para a construção do novo Pátio de Feiras de Sertânia. Estou feliz e orgulhoso de fazer parte dessa história, do desenvolvimento da cidade junto com Ângelo Ferreira”, disse Diogo.
O prefeito Ângelo Ferreira, gestor da cidade que conta com cerca de 35 mil habitantes, esteve na reunião com o governador Paulo Câmara, na última quarta-feira e nesta quinta, com Diogo, onde recebeu boas notícias nas duas ocasiões. “Ontem decidimos várias demandas com o governador. Hoje estamos aqui, com Diogo, que destinou recursos para a construção do Pátio de Feiras, que é um sonho antigo da população, que a gente vai realizar e cumprir com nosso plano de governo. Agradeço ao deputado Diogo Moraes por essa atenção e parabenizar nosso povo por mais essa conquista”, declarou Ângelo.
Indicação – Na pauta da agenda com o governador, Diogo Moraes tratou da construção do Pátio de Feiras e solicitou apoio do Governo Estadual, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos. Nesta quinta-feira, o deputado deu entrada em uma indicação para ser votada em plenário.
Informações Blog do Finfa

Ex-presidente Temer vira réu em caso da mala de R$ 500 mil

Resultado de imagem para temer
A Justiça Federal no Distrito Federal aceitou denúncia contra o ex-presidente Michel Temer de corrupção passiva ao, supostamente, ser o destinatário de uma mala com R$ 500 mil e de outros pagamentos ilícitos da JBS.

Com a decisão, tomada pelo juiz da 15ª Vara Federal em Brasília, Rodrigo Parente Paiva, passa a ser réu e responderá a uma ação penal.

A decisão não tem ligação direta com a ordem de prisão expedida contra Temer na semana passada pelo juiz fluminense Marcelo Bretas. O emedebista foi solto na última segunda-feira (25) após decisão de um juiz de segunda instância.

A entrega da mala com a quantia ao ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures, que já foi assessor de Temer, ajudou a embasar a denúncia sobre o caso que foi levada à Câmara dos Deputados em 2017. Os deputados, porém, decidiram suspender a tramitação do caso até que Temer deixasse a Presidência. Agora, a acusação foi levada para a primeira instância no Distrito Federal.

O procurador Carlos Henrique Martins Lima ratificou a acusação feita à época.
Em sua decisão, o magistrado da 15ª Vara afirmou que, diante dos relatos de delatores e testemunhas, além de relatórios policiais, áudios e vídeos, entre outras provas, estão presentes os pressupostos processuais e as condições necessárias à ação.

Ele escreveu que os elementos da investigação evidenciam a materialidade do crime imputado a Temer e indícios de autoria.

O juiz fixou prazo de dez dias para a defesa do ex-presidente apresentar alegações iniciais. Desde a divulgação do caso na época, o emedebista tem negado que tenha cometido irregularidades envolvendo a JBS.

Informações da Folha de Pernambuco

quinta-feira, 28 de março de 2019

Mendonça oferece DEM para Dida de Nam ser candidato a prefeito em Santa Cruz do Capibaribe

O ex governador de Pernambuco, Mendonça Filho tem uma ligação histórica com Santa Cruz do Capibaribe.

Desde a década de 60 que seu pai Mendonção era votado pelos Boca Preta. A família perdeu esse apoio em 2010 quando Edson Vieira rifou Mendonça para selar apoio ao já falecido Sérgio Guerra que foi substituído por Bruno Araújo.

De la ate os dias de hoje a votação de Mendonça nunca mais foi a mesma. A derrubada do grupo Boca Preta e a ascensão do grupo Onda azul liderado pelo atual prefeito Edson Vieira contribuiu pra que isso acontecesse. Agora com o rifamento de Dida de Nan candidato natural a sucessão de Edson Vieira para dar vaga ao nome de Joselito Pedro, Mendonça tem a oportunidade de ver a velha guarda Boca Preta ter novamente um candidato a prefeito com potencial. Segundo informações de uma fonte segura uma reunião teria acontecido nesse domingo (24) em Santa Cruz com seguidores de Mendonça e que o ex ministro da educação teria ligado pra Dida.

A mesma fonte nos passou que nomes como o de Junior Gomes, Ronaldo Pacas, Zilda Moraes, Ernando Silvestre e outros da velha guarda Boca Preta que estão magoados com Edson poderiam apoiar Dida.

Aguardaremos os próximos capítulos dessa novela e o pronunciamento do vice prefeito Dida de Nan sobre o assunto. Dida é querido por todos e tem transito em todas as alas políticas de Santa Cruz. A última vez que o DEM antigo PFL lançou um candidato a prefeito em Santa Cruz foi em 2000 em uma chapa que tinha Ernando e Zé Elias.

Informações Blog do Júnior Albuquerque

“Ministério da Educação virou um caos”, diz Humberto

Imagem relacionadaA balbúrdia em que se transformou o Ministério da Educação (MEC) vai trazer consequências danosas ao Brasil com sérios reflexos para os próximos anos, segundo avaliação do líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE). Para o parlamentar, a crise aberta pela gestão desastrosa do colombiano Ricardo Vélez Rodriguez à frente da pasta tem incidência direta nas ações do ministério e vai prejudicar seriamente o desenvolvimento das políticas do MEC.

Menosprezado publicamente pelo próprio chefe, o presidente Jair Bolsonaro, que afirmou em entrevista de TV que Vélez "não está dando certo", o ministro tem colecionado uma série de declarações polêmicas, demissões, substituições e rebeliões de servidores dada a sua imensa incapacidade para gerir a pasta. Nos últimos dias, sete nomes do alto escalão do MEC deixaram os cargos voluntariamente ou foram demitidos após ataques de aliados. Entre eles, o coordenador do Enem e o presidente do Inep, segundo o qual Vélez é incompetente para a função.

"O que está acontecendo no Ministério da Educação é um descalabro sem tamanho. É assombroso ver que uma das maiores pastas da Esplanada, que jamais gerou conflitos dessa natureza, seja puxada para o centro dessa crise em que Bolsonaro está lançando o Brasil. Isso terá reflexos diretos na educação dos brasileiros, reflexos que serão sentidos por muitos anos", avaliou o líder do PT no Senado.
Diversos conselhos ligados ao MEC estão paralisados, as ações da pasta estagnaram pelas brigas e constantes trocas de dirigentes e quase 500 mil livros está com entrega atrasada para o início do ano letivo, que ocorreu em fevereiro. "É lamentável observar que um ministério com essa sensibilidade esteja sendo alvo do tiroteio verbal e ideológico desse governo inconsequente. Vélez Rodriguez tem de ser demitido imediatamente. O presidente é irresponsável ao deixar que o MEC seja tragado para esse esgoto que ele abriu no coração do governo", criticou.

Informações Blog do Magno Martins

Santa Cruz do Capibaribe; Capilé mudará de sigla partidária e visa majoritária

O vereador Capilé confirmou na manhã desta quinta-feira (28) ao blog do Ney Lima interesse e disponibilidade para compor chapa majoritária nas eleições de 2020. O parlamentar está em Brasília visitando deputados e fazendo cobranças específicas para o município de Santa Cruz do Capibaribe.
Entre as demandas, Capilé afirmou que busca viabilizar, ao lado do deputado federal Fernando Monteiro (PP), a abertura do INSS no município.
Já na questão política partidária, ele também esteve reunido com Sílvio Costa Filho (PRB). De acordo com Capilé, Silvinho tem interesse em lançar candidatura a prefeito em 2020, pela legenda, em Santa Cruz e seu nome estaria à disposição. Capilé já garantiu que sairá do Podemos.
Capilé está acompanhado do ex-vereador Luciano Bezerra. De acordo com informações de bastidores, a viagem também contaria com o empresário Allan Carneiro e o vereador Helinho Aragão, que depois desistiram.

Informações Blog do Ney Lima

Agreste de Pernambuco; Operação Pescaria II busca suspeitos de fraudar licitações na Prefeitura de Agrestina

Foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (28) a operação Pescaria II em Agrestina, no Agreste de Pernambuco. A ação da Polícia Federal, com o apoio da Controladoria-Geral da União (CGU), tem o objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada em fraudar licitações. Os contratos de empresa de fachada envolvida no esquema superam R$ 1,8 milhão, conforme foi informado durante a realização da primeira parte da operação.
Na segunda fase da ação devem ser cumpridos quatro mandados de prisão preventiva e nove de busca e apreensão. De acordo com a PF, os contratos fraudulentos eram destinados a obras públicas (unidades básicas de saúde) custeadas com recursos do Ministério da Saúde, “por meio da realização de atos destinados à prévia escolha de determinada empresa ‘de fachada’ pertencente a um dos integrantes do esquema”.
Resultado de imagem para agrestina pernambuco
O grupo também é investigado pela prática de atos de ocultação e dissimulação dos recursos envolvidos nas fraudes. A investigação teve início em novembro de 2018 e os crimes sob apuração são os de fraude à licitação, associação criminosa, falsidade ideológica, peculato e lavagem de dinheiro, cujas penas somadas podem chegar a 46 anos de reclusão, além do pagamento de multas.
No dia 21 de fevereiro deste ano foi realizada a primeira parte da ação, que resultou no cumprimento de três mandados de prisão temporária, que foram convertidas em prisões preventivas, e seis mandados de busca e apreensão.
Informações do G1 Caruaru

quarta-feira, 27 de março de 2019

Após chuvas do fim de semana, Barragem de Poço Fundo aumenta 9% o seu nível de acumulação, diz Compesa

Foto: Arnaldo Viturino
Embora ainda não tenha iniciado oficialmente a quadra chuvosa para o Agreste, prevista pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) para a partir do mês de abril, as chuvas do último final de semana já contribuíram para melhorar os níveis de alguns reservatórios da região.
De acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), em Santa Cruz do Capibaribe, no último fim de semana, a Barragem de Poço Fundo, localizada na zona rural do município, aumentou de 7% para 16% o seu nível de acumulação. O reservatório tem a capacidade de armazenar até 27,7 milhões de metros cúbicos.
A Compesa revelou que o atual volume já é suficiente para garantir a operação desse sistema por seis meses, e atender o distrito de Poço Fundo e também a cidade de Jataúba. A Companhia ressaltou que estará realizando alguns ajustes operacionais para voltar a abastecer o município com água de Poço Fundo, a partir da próxima semana.

Informações Blog do Ney Lima

Câmara dos Deputados aprova PEC do Orçamento impositivo

Foto: Carolina Antunes/AFP (Foto: Carolina Antunes/AFP)
O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira, 26 uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de 2015 que tem o potencial de tornar todo o Orçamento da União impositivo. Isso significa que o governo terá de executar obrigatoriamente as despesas aprovadas pelo Legislativo.

A medida, que aumenta o poder do Congresso frente ao governo federal, foi aprovada em dois turnos nesta noite. A proposta do deputado Hélio Leite (DEM-PA) já havia sido aprovada pelas comissões da Câmara. Para a conclusão do trâmite, as emendas precisam ser aprovadas por 60% dos deputados em dois turnos na Câmara e no Senado.

Atualmente, como o Orçamento é apenas autorizativo, a equipe econômica tem liberdade para redefinir algumas despesas. A proposta, porém, também obriga o governo a aplicar 1% da receita corrente líquida em emendas coletivas. Hoje, não há na Constituição previsão de obrigatoriedade para emendas de bancada - tradicionalmente usadas como moeda de troca para atendimento de redutos eleitorais dos parlamentares.

Houve consenso na reunião das lideranças da Casa para a inclusão do projeto na pauta de votações. O líder do PSL, delegado Waldir (PSL-GO), estava presente, mas não ofereceu resistência, segundo relatos de pessoas presentes à reunião.

Informações do Diário de Pernambuco

terça-feira, 26 de março de 2019

Começa o jogo de xadrez dos partidos para a eleição de 2020 em Caruaru

Faltando pouco mais de um ano para a eleição, o blog fez um levantamento da situação dos principais possíveis candidatos ao palácio Jaime Nejaim e como ficariam algumas coligações para o executivo. Isso tendo como base os partidos e algumas alianças que serão construídas. Lembrando que tudo não passa de especulação e alguns partidos podem seguir tendências determinadas pelos líderes. A nossa análise começa pela prefeita Raquel Lyra, que vai disputar a reeleição.
Além do PSDB, partido da tucana, ela pode ter como aliados no primeiro turno: DEM, que já está na base e tem como comandante em Pernambuco o ex-ministro Mendonça Filho, Cidadania, comandado pelo deputado federal Daniel Coelho e o PRB, liderado pelo também deputado federal Silvio Costa Filho. Esses três partidos dariam um tempo interessante de Tv e rádio. Poderiam vir ainda para uma coligação o PR, de Fernando Rodolfo e o PTB, de Douglas Cintra.
Segundo colocado na eleição de 2016, o deputado estadual Tony Gel teria o MDB e Solidariedade. Esses dois partidos rendem um tempo razoável na rádio e Tv, mas a pedido do governador Paulo Câmara e do senador Jarbas Vasconcelos, mais legendas podem fazer parte de uma possível candidatura de Tony a prefeito. O próprio PSB, poderia fazer parte de uma coligação, mas ainda e uma incógnita. Em 2016, ele teve o apoio de sete partidos, mas dificilmente teria no mesmo palanque legendas como PSD, PMB e o antigo PPS, por exemplo.
O nome atualmente que talvez agregue mais partidos numa possível coligação é o do deputado estadual Zé Queiroz. Além do PDT, partido que ele e o filho, Wolney, comandam há mais de 20 anos, Zé pode ter o apoio do PT, principalmente pela ligação dele e de Wolney com lideranças do partido e o MST. Zé e Wolney votaram em Fernando Haddad para presidente e o PT teve espaço nos dois últimos governos de Zé a frente da prefeitura. Também devem compor a coligação com ele, o PCdoB, que voltou para a Frente Popular em 2018, Avante, do vereador Fagner Fernandes, PSC, de Alberes Lopes e Ricardo Liberato, apensar do principal líder do partido no Estado, Anderson Ferreira, ser oposição a Paulo Câmara e isso pode tirar o PSC da coligação. O PRTB, liderado em Caruaru, por Luciel Emerson, também deve ir para esse palanque. Magoado com Raquel Lyra, Zé Colmeia, como é conhecido, quer levar o partido com maior bancada na Câmara para o ex-prefeito.
O Delegado Lessa, por enquanto só tem o PP. Além do Partido Progressistas, o Delegado vai precisar mostrar habilidade para fazer uma composição. Na eleição de 2016 ele ficou praticamente só com o PR e teve muitas dificuldades em indicar até um vice, principalmente após a confusão envolvendo a Rede. Mesmo fazendo parte da bancada de oposição a prefeita Raquel Lyra e sendo base do governo Paulo Câmara, Lessa segue ainda isolado. No entanto, o quadro pode mudar se ele conseguir trazer para o palanque o PR, PTB e PSL. Todos têm afinidades e as conversas vão acontecer em determinados momentos. Mas por enquanto, Lessa aguarda e segue tocando o mandato de deputado estadual.
Possível candidato a prefeito pelo PSD, esse deve ser mesmo o destino de Raffiê Dellon. Ele pode ter mais um ou dois partidos numa mesma coligação. Somariam nesse caso o Podemos, que é comandado nacionalmente pelo Senador Álvaro Dias, amigo de Raffiê e PMN, dirigido em Caruaru pelo presidente do Sismuc, Eduardo Mendonça. O sindicalista tem intenção de disputar a eleição para vereador e buscaria uma candidatura fora dos nomes tradicionais. Como os dois são amigos, essa aliança poderia ocorrer.
Mais possibilidades…
A dobradinha entre Fernando Rodolfo e Douglas Cintra é uma incógnita no meio político. Um dos dois pode ser candidato a prefeito, mas podem também apoiar outro projeto. Vão tentar buscar o apoio deles: Raquel Lyra, Silvio Nascimento e o Delegado Lessa. Vai ganhar o apoio, caso Cintra ou Rodolfo decidam não disputar, quem oferecer uma melhor condição. Raquel pode dar a vice para Douglas e o mesmo pode ocorrer com o Delegado. Já o PSL pode propor uma aliança e decidir o nome do cabeça de chapa após uma pesquisa que será feita.
…PSL e a direita
O PSL pode trazer para o palanque apoio de grupos de direita em Caruaru. Querem apoiar o nome de Silvio Nascimento para prefeito: MBL, Conservadores, Caruaru Livre e o Movimento Renovar. O jornalista pode pedir ao líder do PSL na Câmara dos Deputados, Luciano Bivar, para que ele possa intervir e trazer partidos para apoiá-lo na disputa. O PSL poderia ainda desistir de ter candidatura própria. No entanto, atualmente a intenção mesmo é de ter um nome para disputar a prefeitura.
O PSB…
O Partido do governador Paulo Câmara tem três caminhos a seguir. O primeiro e menos traumático seria uma candidatura própria. Isso não geraria feridas na base, principalmente com aliados como Tony Gel e Zé Queiroz. O nome seria o da ex-deputada Laura Gomes. No entanto, os dois deputados da base governista, querem o apoio do PSB. Não será uma decisão fácil para o partido. Com Zé e Tony, Laura poderia ser a vice. A aliança com o pedetista seria natural, já que Jorge Gomes foi vice de Zé nos oito anos que ele esteve à frente da prefeitura. Mas os grupos se distanciaram nos últimos anos e isso pode dificultar. A aliança com Tony seria mais difícil, mas alguns cogitam uma chapa feminina com Miriam e Laura Gomes.
…O Novo
A situação do Partido Novo não é fácil. A legenda não aceita coligar com partidos que recebam dinheiro do fundo partidário e só o Novo não busca esse tipo de recurso. Outro problema é o nome do candidato. Raffiê Dellon, sondado pela legenda, precisa de garantias para entrar na disputa. O novo presidente da sigla na cidade, Diego Cintra, vai correr contra o tempo para buscar essas informações e tentar antecipar os possíveis candidatos.
PV, Rede, PTC, Pros, PCB e PSOL
Esses últimos cinco partidos devem fazer parte das prováveis coligações para prefeitos citadas acima. O PV se reorganiza e tem líder Hare Krishna, Daruka Costa, como novo presidente da legenda. Um grupo de candidatos a vereador está sendo montado. A Rede foi o partido mais complicado da última eleição. Um emaranhado de ideologias juntas que rende até hoje situações na justiça. Com essa briga toda, talvez os candidatos evitem o partido. PTC e Pros são incógnitas para o pleito e devem ir para a coligação que tiver melhor condições para ambas. Por fim, PCB e PSOL. Os partidos de esquerda tiveram candidatos a prefeito na eleição de 2016 e podem repetir a dose no pleito do ano que vem. Nomes serão consultados para decidir se entram ou não na disputa.
Informações Blog do Mário Flávio

segunda-feira, 25 de março de 2019

Desembargador manda soltar Temer e Moreira Franco

Resultado de imagem para temer e moreira franco
A Justiça mandou soltar nesta segunda-feira (25) o ex-presidente Michel Temer (MDB) e o ex-ministro Moreira Franco, presos na última quinta-feira (21) a pedido do juiz Marcelo Bretas, da Operação Lava Jato no Rio.

A prisão preventiva dos emedebistas foi revogada pelo desembargador Antonio Ivan Athié, do Tribunal Regional Federalda 2ª Região (TRF-2). Athié havia convocado para esta quarta-feira (27) o julgamento do pedido de habeas corpus do ex-presidente.
A prisão de Temer está relacionada com a delação de José Antunes Sobrinho, sócio da empreiteira Engevix. De acordo com ele, Moreira Franco ajudou a viabilizar repasses ilícitos para o MDB na campanha de 2014. Segundo o Ministério Público Federal, a Engevix pagou R$ 1 milhão em propina no fim daquele ano a uma empresa controlada pelo coronel Lima.

A posição hierárquica de vice-presidente e depois presidente permite concluir "que Michel Temer é o líder da organização criminosa a que me referi", escreveu o juiz Bretas no pedido de prisão.
Informações da Folha de Pernambuco

Diogo Moraes cumpre agenda na cidade de Jataúba

Fotos: Jeferson Lulu
No último sábado 23, o deputado estadual Diogo Moraes (PSB) cumpriu agenda na cidade de Jataúba, ao lado do líder político Fábio Mamão (PDT), vereador Zuza do Jacú (Sem Partido) e aliados Diogo percorreu algumas localidades da Zona Rural dando prioridade as comunidades onde foram construídas barragens recentemente em uma ação conjunta através do governo do estado e do deputado federal Wolney Queiroz (PDT).
O deputado junto com a comitiva que o acompanhou foi recebido de forma calorosa por aliados, vale ressaltar que com as frequentes chuvas que vêm caindo no município à maioria dos mananciais já estão cheios. Essa foi à primeira visita do deputado ao município após as eleições de 2018 quando o mesmo foi eleito pela terceira vez como deputado estadual, em Jataúba Diogo obteve 1.355 votos ficando na terceira colocação atrás de Zé Humberto e Alessandra Vieira.

Jota Silva / Folha de Jataúba

Humberto Costa detona a Reforma da Previdência mas não apresenta alternativa

Resultado de imagem para humberto costa
Durante lançamento, na última quarta-feira, da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social, o líder da bancada do PT no Senado, Humberto Costa, voltou a detonar o projeto de reforma previdenciária dizendo que ele é prejudicial aos interesses dos trabalhadores. O petista convocou o povo a sair às para as ruas para protestar contra essa reforma afirmando que quanto mais a sociedade tomar conhecimento do projeto, mais chances ele passa a ter de ser rejeitado pelo Congresso. 

O senador tem todo o direito de não concordar com um projeto que foi enviado ao Parlamento pelo presidente Jair Bolsonaro, que é satanizado pelo PT. Mas não está sendo correto ao induzir o povo brasileiro a se levantar contra uma reforma que é absolutamente necessária ao equilíbrio das contas previdenciárias. Teria que dizer, pelo menos, qual é a saída para se buscar esse equilíbrio, a menos que considere que a saúde financeira do caixa previdenciário está em ordem e que não necessita de ajuste algum. “O projeto não contém uma linha sequer para combater os sonegadores, que devem cerca de R$ 500 bilhões aos cofres públicos. 

Só este valor cobriria o rombo previdenciário estipulado pelo governo”, disse o senador pernambucano incorrendo em outro tropeção. Ora, ainda que o governo recuperasse esses tais quinhentos bilhões, eles só dariam para cobrir dois meses de déficit. E depois? Para não enganar os brasileiros, o senador deveria dizer também que caixa previdenciário também quebra, como ocorreu com o de Portugal e o do Grécia em passado recente.

Informações Blog do Inaldo Sampaio

Bolsonaro critica lei trabalhista e diz que Brasil deve beirar a informalidade

Resultado de imagem para Bolsonaro
Ao falar das relações trabalhistas em café da manhã com empresários no Chile, o presidente Jair Bolsonaro disse que a legislação deve "beirar a informalidade". "A equipe econômica nossa também trabalha uma forma de desburocratizar o governo, desregulamentar muita coisa. Tenho dito à equipe econômica que na questão trabalhista nós devemos beirar a informalidade porque a nossa mão-de-obra é talvez uma das mais caras do mundo", disse Bolsonaro.

O presidente também demonstrou preocupação com a ideologização nas escolas e na imprensa. "Nos preocupa também, começou no governo Fernando Henrique e se agravou nos governos Lula e Dilma a questão ideológica que tomou conta das universidades e inclusive das escolas de ensino fundamental e também da grande mídia. É difícil encontrar um jornalista da grande imprensa que possa discutir conosco de igual para igual. Sempre tem um viés de esquerda nas discussões e parece que eles não querem enxergar ou foram doutrinados demais", afirmou.

Depois do café com empresários, Bolsonaro seguiu para o Palácio La Moneda onde participou de uma reunião bilateral com o presidente com o presidente do Chile, Sebástian Piñera.

Informações do Diário de Pernambuco

Anatel identifica 15 mil celulares irregulares em Pernambuco

Imagem relacionada
O alerta foi dado. Por isso, a partir de agora, celulares irregulares não serão mais tolerados em Pernambuco. Há 75 dias avisando que o uso de terminais roubados e falsificados estava prestes a acabar, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deu início ao bloqueio desses aparelhos no Estado nesse domingo (24). E mais de 15 mil celulares já foram atingidos pela medida, que faz parte do programa Celular Legal.

Lançado no ano passado, o Celular Legal visa coibir o uso de aparelhos irregulares no Brasil. Isto é, os terminais que não são certificados pela Anatel, seja porque foram falsificados e contrabandeados para serem revendidos ilegalmente ou porque foram roubados e adulterados por ladrões. “O bloqueio de celulares irregulares, além de proporcionar segurança ao usuário, acaba também reduzindo o número de roubos furtos, combatendo a falsificação clonagem de IMEIs (os 15 números de identificação do aparelho que vêm no verso, na bateria ou na nota fiscal do produto)”, explicou a agência, lembrando que um aparelho desse tipo “pode aquecer, dar choques elétricos, emitir radiação, explodir e causar incêndio, pois não passou pelos testes necessários”.

Para não pegar ninguém de surpresa, porém, a Anatel alerta os proprietários sobre a irregularidade dos terminais antes de efetuar o bloqueio. São enviadas quatro mensagens nos 75 dias que antecedem a descontinuação do aparelho – para a Anatel, é o tempo suficiente para o consumidor resolver o problema. E, como essas mensagens começaram a ser disparadas em Pernambuco em 7 de janeiro, o bloqueio já está valendo no Estado. Só nesse domingo, no primeiro dia de vigência da medida, foram bloqueados os 15.198 acessos irregulares identificados no Estado nos últimos 75 dias. O número é o segundo maior do Nordeste, perdendo apenas para o da Bahia: 25.985.

Pernambuco, porém, não é o único a receber os bloqueios. O estado faz parte da terceira e última fase de implantação do Celular Legal, que já interrompeu o funcionamento de mais de 244 mil celulares irregulares no Brasil e, agora, passa a valer em todo o País. Com o início da última etapa, por sinal, a Anatel previa o bloqueio de mais 287 mil aparelhos só nas últimas 24 horas, sendo 15 mil em Pernambuco e o restante nos demais estados do Nordeste, em quatro do Norte e dois do Sudeste. Portanto, o número de terminais ilegais desativados no País já deve chegar a 541 mil. 

Mas a Anatel lembra: se outros aparelhos sem certificação forem identificados na rede de telefonia brasileira, novos bloqueios serão realizados, sempre depois dos 75 dias do prazo de alerta e adequação. Para não correr o risco, é possível conferir a situação do seu celular vendo se o aparelho tem o selo da Anatel e se o IMEI que está nesse selo está registrado pela agência. Para isso, é só digitar *#06# no celular para receber o seu IMEI.


Informações da Folha de PE

quinta-feira, 21 de março de 2019

Radialista Claudemir Nunes é morto a tiros em Santa Cruz do Capibaribe

Foi assassinado a tiros no início da tarde desta quinta-feira (21) o locutor Claudemir Nunes. O crime ocorreu próximo a Rádio Comunidade FM, onde o mesmo trabalhava na Rua José Gerônimo, Bairro São Cristóvão, em Santa Cruz do Capibaribe.
Segundo informações de testemunhas, o acusado estaria a pé e encostado a Igreja São Cristóvão, após o radialista deixar o prédio da emissora, o acusado se aproximou e efetuou os disparos.
Após o crime, o acusado trocou a camisa e fugiu a pé no sentido avenida 29 de Dezembro, Centro da cidade.

Informações Blog do Ney Lima

Ex-presidente Michel Temer é preso na Lava Jato

Resultado de imagem para temer
A Força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro prendeu, na manhã de hoje, Michel Temer, ex-presidente da República. Os agentes ainda tentam cumprir um mandado contra Moreira Franco, ex-ministro de Minas e Energia.
Os mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.
Desde ontem, a Polícia Federal (PF) tentava rastrear e confirmar a localização de Temer, sem ter sucesso. Por isso, a operação prevista para as primeiras horas da manhã desta quinta-feira atrasou.
Preso hoje, o ex-presidente Michel Temer responde a dez inquéritos. Cinco deles tramitavam no Supremo Tribunal Federal (STF), pois foram abertos à época em que o emedebista era presidente da República e foram encaminhados à primeira instância depois que ele deixou o cargo. Os outros cinco foram autorizados pelo ministro Luís Roberto Barroso em 2019, quando Temer já não tinha mais foro privilegiado. Por isso, assim que deu a autorização, o ministro enviou os inquéritos para a primeira instância.
Entenda abaixo todos os casos. Os cinco primeiros são os inquéritos abertos após o fim do mandato.
  • Propina de R$ 1 milhão da Engevix
O dono da construtora Engevix, disse à Polícia Federal que pagou R$ 1 milhão em propina, a pedido do coronel João Baptista Lima Filho (amigo de Temer), do ex-ministro Moreira Franco e com o conhecimento do presidente Michel Temer. Em parceria com a empresa de Lima, a Argeplan, a Engevix fechou um contrato em um projeto da usina de Angra 3 em 2010.
A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, concluiu que as provas encontradas mostram que Michel Temer é o real dono da Argeplan. Segundo a denúncia, a empresa era usada para "captar recursos ilícitos, inclusive do nicho econômico do setor portuário, destinados a Michel Temer". O caso foi enviado à Justiça Federal do Rio Janeiro, que já analisava inquéritos sobre a Eletronuclear.
O QUE DISSE TEMER: Na época da denúncia, a Secretaria de Comunicação do Palácio do Planalto declarou que o então presidente Michel Temer provaria, nos autos judiciais, que não houve nenhuma irregularidade no decreto dos portos, nem benefício ilícito a nenhuma empresa.
  • Reforma de imóvel da filha
A Justiça Federal de São Paulo analisa suposto crime de lavagem de dinheiro cometido na reforma de um imóvel da filha de Temer, Maristela, em São Paulo.
Segundo denúncia apresentada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a reforma foi feita e custeada pela Argeplan, sem reembolso.
A obra teria custado entre R$ 1,5 milhão e R$ 2 milhões. A PF diz que a quantia de R$ 1 milhão veio de um pagamento de propina do grupo J&F, a pedido de Temer e que o dinheiro foi entregue por dois funcionários do grupo, diretamente ao coronel Lima, na sede da Argeplan, em setembro de 2014. A arquiteta responsável pela reforma era Maria Rita Fratezzi, mulher do coronel Lima.
O QUE DISSE TEMER: Na época da denúncia, a defesa disse que "o senhor presidente da República não praticou qualquer dos delitos que lhe foram atribuídos e que, seguramente, não há elementos suficientes para justificar a conclusão lá exposta".
  • Superfaturamento em contrato da Argeplan
Suspeita de contratação da Argeplan/Concremat pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, com indícios de serviços não prestados e superfaturamento em contrato avaliado em cerca de R$ 100 milhões. O contrato previa que a Argeplan prestaria serviços de arquitetura e engenharia e seria a responsável por fazer os projetos para a construção de 36 novos fóruns paulistas.
Em denúncia, a procuradora-geral Raquel Dodge diz que, como Temer era real proprietário da Argeplan, teria usado o cargo. O caso está na Justiça Federal de São Paulo.
  • Contrato fictício no Porto de Santos
O delator Flávio Calazans e uma auditoria interna da empresa Pérola S/A indicam a existência de um contrato fictício de prestação de serviço no valor de R$ 375 mil no porto de Santos.
  • Contrato irregular entre a Argeplan e a Fibria Celulose
A Justiça Federal de São Paulo analisa suspeitas de contrato irregular entre a Argeplan Arquitetura e Engenharia e a empresa Fibria Celulose S/A, com valores em torno de R$ 15,5 milhões, além de relações entre a Construbase Engenharia LTDA e a PDA Projeto e Direção Arquitetônica - foram 58 transações, entre 2010 a 2015, envolvendo R$ 17.743.218,01.
  • Jantar no Jaburu com a Odebrecht
O inquérito apura suposto recebimento de R$ 10 milhões em vantagens indevidas da Odebrecht por Temer e pelos ex-ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha. Segundo o delator Cláudio Melo Filho, ex-vice-presidente de Relações Institucionais da empreiteira Odebrecht, em um jantar no Palácio do Jaburu, em 2014, foi acertado o repasse ilícito do dinheiro ao MDB.
Resultado de imagem para moreira franco e temer
O executivo afirmou ainda que as doações feitas periodicamente a diversos políticos tinham como objetivo a atuação destes na aprovação de medidas de interesse da Odebrecht. Seria, segundo ele, uma "espécie de contrapartida institucional esperada entre público e privado".
O QUE DISSE TEMER: Temer repudiou "com veemência" o conteúdo da delação. Segundo ele, as doações feitas pela construtora Odebrecht ao PMDB foram todas por transferência bancária e declaradas ao TSE. Não houve caixa 2, nem entrega em dinheiro a pedido do presidente".
  • Decreto dos Portos
Está na Justiça Federal de Brasília o caso que ficou conhecido como inquérito dos portos. No fim do ano passado, Temer foi denunciado por Raquel Dodge, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, por integrar um suposto esquema para favorecer empresas específicas na edição de um decreto sobre o setor portuário.
A investigação começou com a delação de executivos do grupo J&F. Os empresários denunciaram pagamentos de propina a agentes políticos, entre eles Michel Temer e o ex-assessor especial da Presidência Rodrigo Rocha Loures.
Segundo a denúncia, Temer teria recebido valores por meio das empresas Argeplan, Eliland do Brasil, PDA Administração e Participação LTDA e PDA Projeto e Direção Arquitetônica. Ao todo, a PGR aponta movimentação indevida de R$ 32,6 milhões.
O QUE DISSE TEMER: Na ocasião da denúncia, o presidente Michel Temer afirmou, por meio de nota, que "provará, nos autos judiciais, que não houve nenhuma irregularidade no decreto dos portos, nem benefício ilícito a nenhuma empresa".
  • Mala de dinheiro de Rocha Loures
O ex-presidente foi denunciado por corrupção passiva no caso da mala com R$ 500 mil recebida por Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor de Temer. Loures foi filmado pela polícia ao receber a mala, em uma pizzaria, do ex-executivo do grupo J&F Ricardo Saud. Segundo o Ministério Público, o dinheiro seria propina para Temer.
  • Tentativa de comprar o silencia de Eduardo Cunha
A Justiça analisa a denúncia de que Temer teria avalizado a compra de silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (MDB), que está preso pela Lava Jato, e do operador Lúcio Funaro.
Em encontro com Temer no Palácio do Jaburu em março de 2017, o empresário Joesley Batista, da JBS, disse a Temer que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada para que permanecessem calados na prisão. Diante dessa informação, Temer diz, na gravação: "Tem que manter isso, viu?"
O QUE DISSE TEMER: Na época, a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência disse que o presidente Michel Temer "jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar".
  • Organização criminosa – quadrilhão do MDB
Em 2017, o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou ao STF uma denúncia contra Temer por organização criminosa. Segundo ele, Temer, o ex-deputado Eduardo Cunha, o ex-ministro Henrique Alves, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, o ex-assessor de Temer Rodrigo Rocha Loures, o ex-ministro Eliseu Padilha e o ex-ministro Moreira Franco, todos integrantes do MDB, formaram um núcleo político para cometer crimes contra empresas e órgãos públicos.
Os integrantes do suposto esquema teriam recebido valores de propina que, somados, superam R$ 587,1 milhões, arrecadados de empresas e órgãos públicos, entre os quais a Petrobras, Furnas, Caixa Econômica Federal, Ministério da Integração Nacional, Ministério da Agricultura, Secretaria de Aviação Civil e Câmara dos Deputados.
Rodrigo Janot afirmou na denúncia que “diversos elementos de prova” apontam que Michel Temer tinha o “papel central” na suposta organização criminosa.
O QUE DISSE TEMER: Na época, o Palácio do Planalto disse que a denúncia estava "recheada de absurdos". Temer disse que eram “ilações que misturam fatos, para confundir e ganhar ares de verdade”.

Informações do G1 / Magno Martins

Usuários da 27ª Ciretran em Santa Cruz reclamam da falta de funcionários para captura de fotos

Resultado de imagem para 27 ciretran
Foto: Blog do Ney Lima
Usuários da 27ª Ciretran que funciona na cidade de Santa Cruz do Capibaribe procuraram a nossa redação para reclamar das dificuldades em realizar alguns serviços essenciais na mesma como agendamento de atendimentos e vistorias, bem como serviços relacionados a retirada e renovação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

O fato mais grave é que segundo informações dos próprios usuários há mais de quinze a unidade não está fazendo a captura de fotos para retirada e renovação de CNH e o motivo alegado é que a unidade não dispõe de um funcionário para a realização do serviço, com isso aqueles que necessitam do serviço precisam se deslocar para outros municípios do estado.

A 27ª Ciretran atende várias cidades como Santa Cruz do Capibaribe, Taquaritinga do Norte, Toritama e Jataúba o que somando tudo é o equivalente há mais de 200 mil habitantes. O fato é vergonhoso e cabe ao governo do estado dá uma resposta a população sobre o caso já que o mesmo é responsável pelo DETRAN.

“É inadimissível agente ter que se deslocar para outras cidades para conseguir serviços básicos como esses, além de não ter ninguém há mais de 15 dias parar fazer a captura de fotos aqui só tem um oftalmologista conveniado com o DETRAN, nós pagamos muito imposto todo ano e não temos serviços prestados pelo governo, alguém tem que fazer alguma coisa”, disse um usuário que precisou dos serviços.


Jota Silva / Folha de Jataúba