quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Toffoli autoriza saída de Lula da prisão para se despedir do irmão

Resultado de imagem para toffoli e lula
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Dias Toffoli, atendeu ao recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para deixar a prisão em Curitiba e se despedir do irmão Genival Inácio da Silva, o Vavá, em São Bernardo do Campo, São Paulo. A decisão de Toffoli foi dada após instâncias inferiores negaram recursos. Será a primeira vez que o ex-presidente deixará a prisão desde abril do ano passado.

Vavá lutava contra um câncer e morreu na manhã da terça-feira (29), aos 79 anos. Toffoli permitiu que Lula se encontre com os familiares em Unidade Militar em São Bernardo, autorizando que o corpo de Vavá seja levado até lá.

A defesa de Lula recorreu ao STF após a decisão da juíza federal Carolina Lebbos, da 12ª Vara Criminal em Curitiba, que rejeitou o mesmo pedido na madrugada desta quarta, confirmada pelo desembargador federal Leandro Paulsen, do Tribunal Regional Federal (4ª Região).

Na despacho, a juíza entendeu que a decisão final cabe à Polícia Federal (PF), que alegou dificuldades logísticas para realizar a viagem da superintendência da corporacão em Curitiba, onde Lula está preso, até o Cemitério Pauliceia, em São Bernardo do Campo). 

A PF também alegou que a presença do ex-presidente poderia tumultuar a ordem pública, em razão de manifestações de simpatizantes. A defesa de Lula alegou que a Lei de Execução Penal (LEP) prevê que presos possam deixar as unidades para comparecer ao velório de um parente próximo.

Lula está preso desde 7 de abril do ano passado por ter sua condenação no caso confirmada pelo TRF4, que impôs pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP).

Informações Folha de PE

Em Jataúba, grupos políticos se movimentam e cenário para 2020 começa a ganhar forma

Resultado de imagem para mamão, antonio de roque e boy jataúba
Em um ano pré-eleitoral a política da cidade de Jataúba começa a ganhar forma para 2020, até o momento três grupos tendem a apresentar postulantes para disputar a vaga de prefeito nas eleições do ano que vem podendo surgir mais um, já que há informações dão conta que após o sucesso da terceira via nas eleições de 2018 uma quarta via poderá surgir abrindo mais ainda o leque de opções para a população jataubense. Entre os três principais grupos as movimentações tem sido intensas e todos pretendem chegar forte para a disputa.

O grupo de situação liderado pelo prefeito Antônio de Roque tem voltado as suas forças para o trabalho no município, após um momento delicado na eleição para a mesa diretora da câmara onde parecia que iria haver um desgaste o grupo se fortaleceu e aumentou de 6 para 7 os vereadores da sua base, mesmo perdendo o seu parceiro e deputado estadual Zé Humberto o prefeito não perdeu tempo e já anunciou a parceria com o deputado Lucas Ramos que é da base do governo. Roque corre contra o tempo para entregar algumas obras em andamento e informações dão conta de que outras obras estarão chegando ao município, o prefeito já afirmou em entrevista que o grupo está focado e tentará implacar o seu sucessor mais uma vez nas eleições de 2020, várias apostas estão sendo feitas em torno de alguns nomes que poderão disputar a prefeitura pelo grupo de situação e dos três nomes mais fortes acredita-se que o seu vice Jackson Buraco seja o indicado pelo prefeito. É esperar pra ver.

Já o líder político Fábio Mamão está tentando se recuperar do tombo que sofreu nas eleições de 2018, o vaqueiro como é carinhosamente conhecido viu minar tudo o que havia construído nas eleições de 2016, com saída de vereadores e aliados do seu grupo Mamão tenta juntar os cacos e passados 90 dias das eleições o mesmo ainda não fez nenhum pronunciamento público sobre os resultados das eleições e sobre o seu futuro político já que no início de 2018 o mesmo lançou a sua pré-candidatura a prefeito para 2020. Fato é que Mamão continua o seu trabalho de assistencialismo no dia-a-dia e ganhou força dentro do governo do Estado. Isso porque no dia 18 de janeiro do corrente ano o mesmo foi nomeado como Assistente Técnico no PRORURAL secretaria importante do governo e que dará, sem dúvidas a Mamão forças para atrair ações que visam os agricultores da Zona Rural do município área onde Mamão tem tentado se fortalecer. Seria um fôlego a mais para o vaqueiro?

Com relação à terceira via liderada pelo empresário Boy o cenário é de euforia por parte dos seus aliados, isso tudo após o resultado das eleições de 2018 quando conseguiu fazer os seus deputados e senadores majoritários no município, na última sexta-feira em uma festa com RÓTULO de janeiro o grupo comemorou a vitória dos seus deputados e atraiu milhares de pessoas de Jataúba e Região e mostrou que vem com tudo para a disputa do ano que vem. Nos bastidores vários nomes vêm sendo cogitados já que o empresário apesar de não descartar a sua candidatura sempre colocou o fato de ser muito ocupado como um possível obstáculo para que ele dispute a prefeitura, o que certo mesmo é que o grupo terá um candidato e além do Boy surgem pelo menos mais dois nomes que poderão ir para a disputa, mas a boca miúda a informação é que se não for o empresário será alguém da sua família. O grupo tem feito um trabalho de assistência e engatinhado alguns projetos que visam dar mais visibilidade e atrair aliados para tentar desbancar os dois tradicionais grupos políticos da cidade liderados por Mamão e Antônio de Roque.

Diante de todo o cenário a população tem observado e sabe que terá mais opções para as eleições municipais de 2020 que sem dúvidas será uma das mais disputadas e indefinidas da história do município.

Jota Silva / Folha de Jataúba

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Bolsonaro reassume Presidência amanhã

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) sentou em uma poltrona e fez fisioterapia respiratória e motora na tarde de hoje, no Hospital Albert Einstein, segundo boletim médico divulgado pelo centro médico da Zona Sul de São Paulo.
Bolsonaro foi operado na manhã de ontem para a retirada da bolsa de colostomia e a ligação entre o intestino delgado e parte do intestino grosso.
O presidente passou a maior parte desta terça sentado, fez fisioterapia motora, “uma espécie de bicicleta com as pernas, ainda deitado na cama, e exercícios respiratórios”, segundo o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros. Ele esteve acompanhado da mulher, Michelle, e do filho Carlos Bolsonaro.
De volta à Presidência
O porta-voz disse que Bolsonaro reassumirá o cargo de presidente na manhã de amanhã e vai despachar de dentro do hospital. Foi montado um escritório no mesmo andar onde está internado para que o presidente possa trabalhar.
"A partir de amanhã, às 7h, o presidente reassume a Presidência da República. A despeito de algumas das restrições, ele já se encontrará amanhã em condições. Naturalmente nós tentaremos evitar que esse despacho se faça de maneira rotineira, que venha a cansá-lo. Afinal, é um homem que passou pela terceira cirurgia", afirmou o porta-voz.
Segundo Rêgo Barros, Bolsonaro poderá receber ministros. “Esperamos que os ministros, a partir de amanhã, tenham a possibilidade de despachar com o presidente. Não que necessariamente assim o façam”.
O vice-presidente Hamilton Mourão assumiu a Presidência desde o início da cirurgia e iria permanecer no cargo por 48 horas.

Informações do G1

Pernambuco tem 57 barragens em risco, diz Confederação Nacional dos Municípios

ANA aponta que apenas Jucazinho tem ‘alto risco’ no estado

Embora a Agência Nacional de Águas (ANA) tenha divulgado que Jucazinho, em Surubim, no Agreste, seria a única barragem pernambucana entre as 45 com alto risco de rompimento no Brasil, um estudo realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) considera que há 57 barragens no Estado que apresentam ameaça de rompimento e danos associados.
São duas de irrigação, 37 de abastecimento, 14 de combate à seca e quatro não especificadas. Ao todo, Pernambuco tem 420 barragens.
Os dados da CNM confirmam a hipótese levantada pelo pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco Neison Freire, quando supõe que o estudo da ANA está desatualizado ou não condiz com a realidade.
A barragem em Brumadinho não estar entre as preocupantes é um sinal disso. “Sabemos que a enchente de 2010 na Mata Sul tem relação com o colapso de três pequenos diques no rio Mundaú, em Alagoas, por exemplo”, diz Freire.
“Acredito que, desde 2010, as grandes barragens em Pernambuco estejam sendo monitoradas com mais cuidado. Mas, há um problema com as pequenas barragens, muitas delas ilegais, construídas por produtores e donos de terra nos períodos de seca como esse que passamos por sete anos”, explica o doutor em geografia pela UFPE, Luiz Eugênio Carvalho.
Cidades como Paudalho, na Zona da Mata, São Lourenço, Camaragibe e o Recife, na RMR, seriam algumas das cidades atingidas com violência, já que têm o Capibaribe próximo aos seus centros urbanos.
Informações Folha de Pernambuco. 

Defesa de Lula aciona TRF para reforçar pedido de saída para enterro de irmão

Vavá, irmão do ex-presidente, estava internado em um hospital de São Paulo para tratamento de um câmcer de pulmão, mas não resistiu.
A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou com um pedido de habeas corpus no TRF (Tribunal Regional Federal)da 4ª Região no final da tarde desta terça-feira (29) reforçando o pleito para a saída temporária dele feito à Justiça Federal do Paraná. O irmão de Lula, Genival Inácio da Silva, 79, o Vavá, morreu nesta terça em São Paulo. Ele estava com câncer no pulmão. Na semana passada, Vavá foi internado em um hospital para tratamento, mas não resistiu.

Lula pediu à Justiça então para comparecer ao velório -Vavá foi um dos irmãos mais próximos do ex-presidente. A defesa do petista acionou o TRF porque a decisão inicial ainda não havia sido tomada pela juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba. Nos pedidos enviados à Justiça inicialmente, a defesa de Lula afirmou que a saída é um direito do preso, e que poderia ser concedida inclusive pelo diretor do estabelecimento penal, como prevê a lei.

Também argumentou que aspectos humanitários e a proteção constitucional dada à família tornavam "imperioso o acolhimento do pedido [de saída temporária]"."É um pedido humanitário", afirmou a advogada Isabel Kugler Mendes, presidente do Conselho da Comunidade de Curitiba, órgão de execução penal que atua para promover assistência ao preso.

O conselho também peticionou à Justiça no final da tarde, reforçando o pedido dos advogados de Lula. "Não é nenhum privilégio, mas um direito, que é concedido a muitos presos provisórios rotineiramente", disse à reportagem a advogada Elisabete Subtil de Oliveira, que integra o órgão.

Pelo menos um preso da Operação Lava Jato já obteve uma decisão favorável para acompanhar o enterro de um familiar: o ex-deputado baiano Luiz Argolo, em agosto de 2017. A decisão, porém, foi da Justiça estadual, que era responsável pela sua execução penal. Durante a ditadura militar, quando foi preso após liderar uma greve, o petista conseguiu autorização da Justiça para sair da cadeia e ir ao enterro de sua mãe, dona Lindu, em 1980.

Já no passado recente, o ex-presidente tentou ir ao velório e enterro do advogado e amigo Sigmaringa Seixas, em dezembro, mas o pedido foi negado pela Justiça, em função na inexistência de grau de parentesco. Os advogados de Lula mencionaram a decisão no pedido desta terça, dizendo que, agora, "[Lula] cumpre os requisitos objetivos previstos em lei para a permissão de saída". 

"A despeito da alegada proximidade existente, não está caracterizado o grau de parentesco necessário para ensejar a autorização de saída pleiteada", escreveu, na época, o juiz de plantão Vicente de Paula Ataíde Júnior, ao fundamentar a negativa.
Por lei, a permissão de saída deve ser concedida pelo diretor do estabelecimento penal onde se encontra o preso -no caso, a superintendência da Polícia Federal do Paraná. Mas, na prática, explica o advogado e professor de Direito Penal Alessandro Silvério, os diretores delegam a decisão ao juiz de execução penal, a quem as defesas costumam dirigir o pedido, como fizeram os advogados de Lula.

O ex-presidente está detido desde abril de 2018, após ter sido condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá.


Informações da Folha de PE

Jataúba; Após ser chamado de mentiroso radialista mostra provas de fato levantado no Programa Debate Livre

Uma grande polêmica foi gerada nos últimos dias na cidade de Jataúba envolvendo o secretário de agricultura Izael Monteiro e o radialista e blogueiro Ruy Siqueira tudo começou quando durante o Programa Debate Livre do último dia 21 de janeiro o radialista disse que um dos secretários (sem citar sexo), teria procurado alguém ligado a Fábio Mamão para tentar uma junção com o prefeito Antônio de Roque para 2020. De imediato o secretário declarou em um blog que tudo não passava de uma invenção da cabeça do radialista e garantiu que nunca teve essa conversa com ninguém.

Outro fato que gerou a polêmica foi quando Ruy disse que alguém ligado a Fábio Mamão teria sido nomeado para um cargo em uma secretária importante ligada a agricultura no governo do estado, fato que Zainha disse não ser verdade. O secretário disse que conversou com várias pessoas ligadas a Casa Civil e que não existe nenhuma indicação de pessoas ligadas a Fábio Mamão ligada a agricultura e disse que só se foi em outra pasta e que poderá haver essa nomeação, mas até o momento não existe.

O secretário disse que o grupo tem um projeto para 2020 e que o respeito pelo povo e a continuidade do trabalho são as marcas do seu grupo, Zainha disse que vários projetos ligados à agricultura e declarou que o grupo não precisa de buscar aliados de outros grupos. Zainha aconselhou as pessoas que fazem a Jataúba FM a fazer o programa com responsabilidade ou transformar em um programa evangélico ou católico e não ficar colocando as pessoas umas contra as outras.

Os fatos
Em áudio repassado do programa gravado no dia 21 em nenhum momento o radialista falou sexo, nome ou quantidade de secretários e somente o conteúdo da conversa. O radialista Ruy Siqueira também apresentou dados do Diário Oficial publicado no dia 18 de janeiro de 2019 onde aparece a nomeação de Fábio Luís Nunes Chaves (Fábio Mamão) para o cargo de assistente técnico do PRORURAL com efeito retroativo de 1 de janeiro de 2019, na indicação Nº1176, provando que a informação era verídica e não uma perua como foi colocado.




Jota Silva / Folha de Jataúba

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Jataúba; Em sessão realizada nesta quinta vereadores abrem fogo contra o radialista Ruy Siqueira

Resultado de imagem para camara de jataúba
Foto: Arquivo
Nesta quinta-feira 24 aconteceu mais uma reunião ordinária na câmara de vereadores da cidade de Jataúba, depois do cancelamento da reunião na última semana por conta das festividades do padroeiro São Sebastião os vereadores que fizeram uso da tribuna trouxeram a tona vários assuntos como cobrança de explicações a cerca de alguns empenhos referentes a obras na região da Vila do Jacú, e mal entendido por parte de alguns vereadores com relação a comentários feitos durante o Programa Debate Livre que vai ao ar pela Rádio Jataúba FM.

Zuza cobrou explicações do vereador Antônio Biloza sobre contratos e empenhos de obras de calçadas, compra de terreno para quadra e recapeamento de estradas, fatos que foram justificados por Biloza que em parte da justificativa disse que pode ter havido um erro de digitação. Com a resposta do vereador Zuza questionou o fato de que tudo o que acontece de errado é erro de digitação.

Zuza criticou o radialista Ruy Siqueira que segundo ele o criticou na rádio dizendo que não o teria visto na procissão do último domingo ao lado do líder político Fabio Mamão: “O radialista Ruy Siqueira não tá aqui, mas o secretário dele tá, diga a ele que numa época dessa o cara tem que ir pra igreja ouvir as coisas do padre, mas fazer critica porque eu não tava pegado na mão de Mamão é, se ele não viu é problema dele agora eu vim pra festa, fui pra casa de Mamão passei à tarde na casa de Mamão, diga a ele que não se preocupe com isso não, se preocupe com a vida dele, que a minha e a de Mamão nós se resolve”, disparou o vereador.

Já o vereador Jackson Bruno falou sobre os empenhos questionados por Zuza disse que se houve algum erro por parte da empresa que realizou as obras citadas, o representante da empresa terá que se explicar junto às autoridades e que o povo tem que saber o que houve de fato. Jackson também falou sobre a fala de Zuza com relação ao comentário feito pelo radialista Ruy Siqueira. “Ouvindo suas palavras vereador eu quis até sorrir, mas não posso porque não devemos fazer deboche, o radialista fala o que quer, mas sabemos nós que virou um programa sem assunto algum, não tem pauta, ninguém quer participar, porque pessoas despreparadas pra entrevistar, né perdeu o prumo o programa debate livre”, declarou o vereador.

Jackson disse que participou da procissão e que foi pra lá rezar, pedir chuvas e em nenhum momento chegou perto do seu pai ou do vice-prefeito Buraco e que alguns blogueiros e pessoas metidas a radialistas de Jataúba tudo misturam política e que pararam de respeitar até uma missa do padroeiro. Galego parabenizou o governo do estado ao prefeito do município e a guarda comunitária pela diminuição do índice de violência no município.

O presidente da câmara vereador Paulo Floriano também se referiu ao radialista Ruy Siqueira e disse: “Eu quero dizer ao radialista Ruy que eu fui pra missa no sábado, fui no domingo de 10 horas, fui no domingo as 5 e meia cheguei lá e na procissão não era pra ninguém tá me vigiando não, ele disse que de político só tinha o prefeito e o vice prefeito Jackson e eu fui”, disse Paulo que citou o nome de vários vereadores que estavam presentes e recomendou o radialista a fazer um exame de vista e disse que não vai pra ninguém tá o vigiando.

Já o vereador Veinho disse que quase esbarrou no radialista e que ele o viu, Veinho disse que se ele fez que não viu é problema dele que faz que não ver pra falar e se aparecer também em referência a Ruy Siqueira.

Resposta

Em contato com esse blogueiro o radialista Ruy Siqueira disse que apenas fez um comentário de que não teria visto alguns políticos e que ressaltou no programa que talvez os mesmos pudessem está em outro ponto no qual ele não teria visto e até teria pedido perdão, quanto ao presidente Paulo Floriano, Ruy disse que tem a gravação do programa onde menciona ter visto o mesmo na procissão e disse não entender o porquê da crítica do mesmo. Vale também ressaltar que quando o vereador Zuza falou que o secretário do radialista estava na câmara ele se referiu ao radialista Bruninho Paiva que estava na transmissão da reunião.

Jota Silva / Folha de Jataúba

Jataúba está entre os 62 municípios no Agreste que o governo decretou situação de emergência

O Governo de Pernambuco declarou situação de emergência em 62 municípios do Agreste afetados pela estiagem. O decreto foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (24).
De acordo com o documento, o estado de emergência foi decretado devido a redução da chuva na região e a queda das reservas de água dos municípios. Houve redução das precipitações para ‘níveis inferiores ao normal’.
No caso de seca, a decretação da situação é feita com fim de estabelecer uma situação jurídica especial para execução das ações de assistência à população (operação Carro-Pipa, por exemplo).
Ainda de acordo com o documento, os habitantes dos municípios afetados não tem condições de superar os danos e prejuízos provocados pela estiagem, por causa da situação socioeconômica desfavorável da região.
A situação de emergência entra em vigor nesta quinta-feira e tem duração de 180 dias. Entre os municípios, estão Brejo da Madre de Deus, Taquaritinga do Norte e Jataúba
Confira todos os município: Agrestina, Águas Belas, Alagoinha, Altinho, Angelim, Belo Jardim, Bezerros, Bom Conselho, Bom Jardim, Bonito, Brejão, Brejo da Madre de Deus, Buíque, Cachoeirinha, Caetés, Calçados, Canhotinho, Capoeiras, Casinhas, Cumaru, Cupira, Feira Nova, Frei Miguelinho, Garanhuns, Gravatá, Iati, Ibirajuba, Itaíba, Jataúba, João Alfredo, Jucati, Jupi, Jurema, Lagoa do Ouro, Lajedo, Limoeiro, Orobó, Panelas, Paranatama, Passira, Pesqueira, Pedra, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Salgadinho, Saloá, Sanharó, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Una, São Caetano, São João, São Joaquim do Monte, São Vicente Férrer, Surubim, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Terezinha, Tupanatinga, Venturosa, Vertente do Lério e Vertentes.

Informações Blog do Ney Lima

TCE multa Edson Vieira o por não cumprir Lei de Responsabilidade Fiscal

Por descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal no que diz respeito a gastos com pessoal, o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), teve julgada irregular, nesta quinta-feira, na Primeira Câmara do TCE, o Relatório de Gestão Fiscal da prefeitura referente ao ano de 2015. Ele foi penalizado com uma multa no valor de R$ 60.480,00 – correspondente a 30% dos subsídios auferidos naquele exercício.
De acordo com a conselheira substituta e relatora do processo, Alda Magalhães, o município desenquadrou-se do ponto de vista fiscal desde 2013 quando comprometeu 56,86% de sua receita com a folha, ultrapassando o limite de 54% estabelecido pela LRF. Manteve-se desenquadrado nos dois exercícios financeiros seguintes, sendo que no terceiro quadrimestre de 2015 gastou com pessoal 60,41% da sua receita corrente líquida.
O prefeito defendeu-se afirmando que o município se encontrava em “situação de emergência” em decorrência da seca, porém não comprovou, segundo a relatora, o que uma coisa tem a ver com a outra. Ele alegou também que os gastos com a folha cresceram no início do ano pela elevação do piso salarial dos professores, mas como se trata de “despesa previsível” os seus argumentos não foram aceitos.
PERTINÊNCIA – “Exorbitância do limite de despesas com pessoal compromete a execução de serviços essenciais à população, cujos recursos são canalizados para o pagamento de servidores e não para obras ou aprimoramento dos serviços de saúde e educação”, diz o voto da relatora, considerando “pertinente” a reprodução de nota publicada hoje (24) no Jornal do Commercio na coluna “Pinga Fogo” do jornalista Igor Maciel com o seguinte teor: “A crise no Estado de Goiás que levou o governador (Ronaldo Caiado) a decretar calamidade financeira vinha sendo apontada pelo Ministério Público de Contas há anos. Mesmo assim, o TCE aprovava os relatórios de gestão fiscal. Em postagens nas redes sociais, o procurador Júlio Oliveira (TCU) diz que ‘os Tribunais de Contas falharam lá e em outros estados’”.

Do Blog do Mário Flávio

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Se Flávio errou, lamento como pai, mas ele terá de pagar o preço, diz Jair Bolsonaro

Resultado de imagem para bolsonaro
presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta quarta-feira (23) em entrevista à agência Bloomberg que eventuais irregularidades cometidas por seu filho, o senador eleito Flávio Bolsonaro, terão de ser punidas.

"Se por acaso ele errou e isso for provado, lamento como pai, mas ele terá de pagar o preço por esses atos que não podemos aceitar", afirmou Bolsonaro.

Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras)considerou suspeitos 48 depósitos em dinheiro na conta do deputado estadual e atual senador eleito. Os depósitos, sempre no valor de R$ 2.000, totalizando R$ 96 mil, foram feitos entre junho e julho de 2017 no autoatendimento da agência bancária que fica dentro da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio).

O órgão de combate à lavagem de dinheiro também identificou movimentação atípica na conta de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio e amigo da família. Queiroz recebeu, por exemplo, transferências de outros funcionários do gabinete de Flávio e deu um cheque de R$ 24 mil à primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Nesta terça (22), uma operação deflagrada pelo Ministério Público para prender suspeitos de chefiar milícias no Rio de Janeiro agravou a situação de Flávio. O deputado empregava como assessoras em seu gabinete, até novembro do ano passado, a mãe e a mulher do ex-capitão da PM Adriano Magalhães da Nóbrega, 42, suspeito de comandar milícias que atuam na zona oeste.

Bolsonaro deu entrevista ainda a Lally Weymouth, editora-associada sênior do jornal Washington Post, antes de cumprir a agenda oficial do Fórum Econômico Mundial. O material deve ser publicado na sexta-feira (25).

Nesta tarde, Bolsonaro tem reuniões com os primeiros-ministros da Itália, Giuseppe Conti, e do Japão, Shinzo Abe, e com o presidente da Suíça, Ueli Mauer, antes de um diálogo diplomático e de um jantar em torno da América Latina.

Informações da Folha de Pernambuco

Edson Vieira anuncia mudanças na administração municipal

Através de sua assessoria, o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe Edson Vieira (PSDB), informou sobre mudança na administração pública municipal, nessa quarta-feira (23). Algumas trocas e remanejamentos aconteceram após reunião que aconteceu nessa terça (22), com os principais nomes do governo.
Entre outras coisas, houve mudanças na pasta de Planejamento, Receita Municipal, além da Chefia de Gabinete, com nomes que já estavam na administração.

“Nosso objetivo é oxigenar a administração pública, mexer na administração para otimizar o trabalho em todas as repartições municipais. Vamos conseguir esse feito através da realização de algumas mudanças positivas para que no final a população seja a grande beneficiada”, disse o prefeito.

Confira como ficou o quadro:
Rodrigo Bezerra – Planejamento e Gestão de Pessoas
Roberto Soares – Assessor Especial da Prefeitura
Karlla Queiroz – Receita Municipal 
Flávio Dunda – Extraordinária de Habitação e Serviços Públicos 
Gilson Julião – Desenvolvimento Urbano 
Juliana Feitosa – Gestora da AME Especialidades  
Nete Vieira – Coordenadoria da Mulher   
Euzébio Pereira – Chefia de Gabinete.
Com Nanau Marques (Saúde), Joselito Pedro (Educação), Isac Aragão (Desenvolvimento Econômico e Agricultura), Ivanilson Feitosa (Governo e Desenvolvimento Social), Tenente-coronel Sena (Defesa Social), Bergue Alves (Controladoria Municipal), Marcelo Diógenes, (Procuradoria Municipal), Elaine Silva (Santa Cruz Prev), Ivaldeci Filho (Assessor Contábil do Município), Geraldo Moura (executivo de Comunicação), Fábio Aragão (executivo de Mobilidade Urbana) e Klaine Melissa (executiva de Administração) não houve alterações. Além disso, o ex-prefeito Ernando Silvestre segue na pasta executiva de governo.
Foto: Assessoria. 

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Flavio Bolsonaro empregou mãe e esposa de alvo em operação contra milícias

Foto: Mauro Pimentel/AFP (Foto: Mauro Pimentel/AFP)
O gabinete do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro empregou a mãe de um dos denunciados na operação contra milicianos, deflagrada nesta terça-feira (22). Raimunda Veras Magalhães, mãe do ex-capitão Adriano Magalhães da Nóbrega, ainda procurado pela polícia, aparece em relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) como uma das remetentes de depósitos suspeitos do ex-motorista de Flávio, Fabrício Queiroz.

Segundo a Coaf, Raimunda depositou R$ 4,6 mil na conta de Queiroz. Na folha de pagamento da Alerj, ela recebia o salário de R$ 5.142,63 e aparece como funcionaria desde 2 de março de 2015, quando foi nomeada assessora da liderança do PP, partido do qual Flávio era filiado.

Assim que o deputado deixou a sigla e migrou para o PSC, Raimunda deixou a Alerj em 31 de março de 2016. Logo depois, em 29 de junho do mesmo ano, foi lotada no gabinete do deputado estadual e senador eleito. Foi exonerada em 13 de novembro do ano passado.

Além dela, a esposa de Adriano, Danielle Mendonça da Costa da Nóbrega, também foi lotada no gabinete de Flávio na Alerj, com o mesmo salário da sogra. Listada na folha de ponto desde novembro de 2010, foi exonerada junto com a sogra.

Em nota, o senador eleito afirmou ser “vítima de uma campanha difamatória” com o objetivo de atingir o governo do pai, Jair Bolsonaro, e ressaltou que Raimunda Magalhães foi indicação de Fabrício Queiroz e que ele não pode ser “responsabilizado por fatos até então desconhecidos por ele”.

Operação Intocáveis
Adriano é um dos alvos da Operação Intocáveis, que prendeu, nesta terça-feira (22/1), suspeitos de participarem do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) no ano passado. Um outro preso na operação é o major da Polícia Militar do Rio de Janeiro Ronald Paulo Alves Pereira, que também tem relação com Flávio e foi homenageado pelo senador eleito, em 2004, quando este era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Veja a nota do senador na íntegra:

"Continuo a ser vítima de uma campanha difamatória com objetivo de atingir o governo de Jair Bolsonaro.
A funcionária que aparece no relatório do Coaf foi contratada por indicação do ex-assessor Fabrício Queiroz, que era quem supervisionava seu trabalho. Não posso ser responsabilizado por atos que desconheço, só agora revelados com informações desse órgão. Tenho sido enfático para que tudo seja apurado e os responsáveis sejam julgados na forma da lei”.

Informações do Diário de Pernambuco

João Campos vai contratar assessores mediante seleção

Resultado de imagem para joão campos
O deputado federal eleito João Campos (PSB) resolveu contratar alguns assessores para o seu gabinete através de seleção pública.
O gabinete terá 30% dos seus quadros oriundos da seleção pública, sendo duas vagas em Brasília (assessor parlamentar orçamentário e assistente de comunicação) e duas vagas no Recife (assistente de conteúdo e analista de mídias digitais).
“Fico muito satisfeito de começar o mandato abrindo espaço para uma seleção pública, iniciando os trabalhos com uma ação inédita de um deputado federal do Nordeste. Acredito nas pessoas e acredito que todos devem participar do processo político, seja dentro de um partido ou diretamente no legislativo. O importante é dar oportunidade para que o mandato seja plural em todos os aspectos. Isso é a nova política”, afirmou o filho de Eduardo Campos.
As etapas da seleção são dividas em: cadastro e apresentação de Currículo, questionário socioeconômico, teste de lógica e atualidades, vídeo pessoal, pergunta de trajetória, entrevista de competências e entrevista final.
O processo de seleção será executado pelo Legisla Brasil, uma organização suprapartidária de São Paulo. Sem fins lucrativos, o grupo seleciona pessoas interessadas em entrar na política para atuar nos gabinetes legislativos.
Informações Blog do Inaldo Sampaio

Justiça determina novo bloqueio dos bens de Toinho do Pará. Ex-secretária Socorro Maia também teve os bens bloqueados

O ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Toinho do Pará, e a ex-secretária de educação, Socorro Maia, tiveram os bens bloqueados pela justiça. A decisão foi do juiz Vanilson Guimarães de Santana Junior, que atendeu ao que pedia o Ministério Público em uma ação com denúncias de improbidade administrativa.
O Valor do bloqueio é de quase R$ 1,4 milhão para o ex-prefeito Toinho do Pará e R$ 771.202,60 para Socorro Maia. O ex-prefeito já estava com os bens bloqueados em consequência de uma ação anterior.
Os supostos fatos ocorreram no ano de 2012. De acordo com a denúncia, houve ausência de repasses no valor de R$ 496.860,85 para o Regime Geral da Previdência de servidores municipais. O MP aponta ainda superfaturamento na compra de alimentos no valor de R$ 128.774,67. A denúncia ainda considera que houve supostas “Irregularidades na aquisição de kit musical e ausência de comprovação de despesas”.
Eles ainda podem recorrer da decisão.
“Socorro Maia vai reverter a decisão”, garante Ernesto Maia em nota.
O vereador Ernesto Maia (PT), filho da ex-secretária de educação em Santa Cruz do Capibaribe, Socorro Maia, garantiu que ela vai reverter decisão judicial que bloqueou seus bens. A notícia foi dada de forma exclusiva, nessa terça-feira (22), pelo Blog do Ney Lima.
O valor do bloqueio foi de R$ 771.202,60 (setecentos e setenta e um mil, duzentos e dois reais e sessenta centavos). Além dela, o ex-prefeito Toinho o Pará (PSB) teve seus bens bloqueados, este pela segunda vez.
Em nota, o vereador afirma que a ex-secretária ainda não foi notificada e faz uma correção num possível erro de redação na decisão do juiz Vanilson Guimarães de Santana Junior, ao dizer que a mãe não foi ‘secretária de saúde’.
Confira na íntegra:
A ex-Secretária Socorro Maia, apesar de não ter sido notificada da decisão, refuta esta decisão, já que nunca foi ordenadora de despesa, nunca foi secretária de Saúde e vai reverter esta decisão, exatamente como o ex-prefeito Toinho do Pará reverteu esta mesma situação no Tribunal de Contas de Pernambuco, onde as aludidas Contas, primeiramente foram reprovadas, e depois aprovadas com ressalvas.

Informações Blog do Ney Lima

sábado, 19 de janeiro de 2019

Vice-presidente Hamilton Mourão assumirá pela primeira vez a Presidência da República

Resultado de imagem para mourão
O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão (PRTB), assumira na próxima segunda-feira (18) a Presidência em razão da viagem do presidente Jair Bolsonaro a Davos (Suíça) para participar do Fórum Econômico Mundial.
Mourão deve ficar no cargo até a próxima sexta-feira quando Bolsonaro estará voltando ao Brasil. Ele irá ao Rio no dia seguinte prestigiar a passagem de comando do 2º Regimento de Cavalaria de Guarda do Exército.
O vice deu muito trabalho a Bolsonaro durante a campanha, mas admite que já se enquadrou.
Informações Blog do Inaldo Sampaio

Especialista diz que acesso a armas vai inibir criminalidade

Especialista em Segurança Pública, Fabrício Rebelo
flexibilização do Estatuto do Desarmamento pelo presidente Jair Bolsonaro, na visão do pesquisador em segurança pública e jurista Fabrício Rebelo, é um ato simbólico. “Sinaliza o fim de um ciclo de abominação das armas, que não trouxe nenhum benefício para a sociedade”, acredita. 

Para Fabrício, o objetivo de descomplicar a obtenção da posse é “criar nos criminosos um fator de inibição que hoje não existe, que é o receio da reação”. O especialista, contudo, acredita que os avanços trazidos pelo decreto foram tímidos, diante de um candidato que adotou como bandeira de campanha a facilitação do acesso às armas. 

Conforme explica o pesquisador, “o indivíduo legalmente armado tem por objetivo promover, em caso de necessidade extrema, a sua autodefesa, tendo uma chance de preservar a sua integridade, mas não combater o crime, que continua sendo uma função estritamente estatal”. 
A possibilidade de acesso às armas não é tratada aleatoriamente, afirma o jurista, mas com critérios técnicos de capacitação e demonstração de idoneidade, o que é um filtro eficaz para o acesso responsável. Fabrício argumenta que ter a posse de armas tende a reduzir significativamente os crimes em que há contato pessoal da vítima com o agressor, como o roubo, causando igual redução em registros de maior gravidade, sobretudo os extremos, como o latrocínio. “É impensável, por exemplo, que criminosos pratiquem destemidamente arrastões se recearem que alguém possa reagir”, exemplifica. 

decreto, contudo, é considerado pelo especialista um “passo tímido”. “Esperava-se uma norma que simplesmente acabasse com a ‘efetiva necessidade’ para a posse de arma”, pondera. Na prática, o ideal é que a desburocratização fosse completa. “Além desse ponto, não se avançou sobre a questão dos calibres das armas ou sobre a abertura de mercado, o que também era esperado já para esse primeiro ato.” 

Apesar de a pesquisa do Datafolha apresentar que 61% da população é contrária à posse de armas, Fabrício coloca em dúvida a precisão da pesquisa e atenta para o apelo democrático manifesto no referendo de 2005, no qual 63,94% da população rejeitou a proibição do comércio de armas e munição, mesmo argumento em que o presidente Bolsonaro se afiança. 
“É muito difícil acreditar que o presidente tenha vencido a eleição com uma bandeira de campanha fortemente assentada em algo que a população rejeita, seria um enorme contrassenso. O fato é que, sob o prisma legal, essa consulta foi formalmente feita e precisa ser respeitada, algo que se negou por longos treze anos e que agora, finalmente, parece estar sendo feito.”
Especialista 
Fabrício Rebelo é pesquisador em segurança pública, jurista com atuação profissional no assessoramento ao Poder Judiciário (área criminal) e autor de "Articulando em Segurança: Contrapontos ao Desarmamento Civil". Palestrante, inclusive em audiências públicas na Câmara dos Deputados. Também é atleta amador de Tiro Desportivo. 
Informações da Folha de Pernambuco