segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Com a paralisação dos garis lixo toma conta de Santa Cruz do Capibaribe

Fotos: Thonny Hill
Nesta segunda-feira (19) a equipe de jornalismo do Blog circulou por alguns bairros e loteamentos em Santa Cruz do Capibaribe.
O objetivo foi averiguar a situação da falta de coleta de lixo, causada pela paralisação dos serviços dos garis, fato este ocorrido na última quarta-feira (14).
No município, os garis que fazem a coleta conjunta com os caminhões de lixo trabalham para a empresa Vialim Engenharia Ambiental, terceirizada pela prefeitura para tal finalidade.
Esses trabalhadores reclamam atrasos nos pagamentos dos salários e também das cestas básicas que alegam ter direitos.
Problemas:
Nossa equipe circulou e conversou com vários moradores nas seguintes localidades: Palestina, Neco Aragão, Armando Aleixo, Santo Agostinho, Nova Santa Cruz, Santa Tereza, Cruz Alta, Rio Verde, São Cristóvão e também no Centro.
Na grande maioria, há a reclamação da falta da coleta de lixo, alguns deles com mais de oito dias segundo moradores.  Confira alguns pontos de acúmulo de lixo.
Os que menos apresentam problemas neste sentido são Santo Agostinho e Pedra Branca já que moradores relataram que a coleta teria sido realizada no último sábado (17), após oito dias ausente.
Já próximo a delegacia, duas equipes da prefeitura foram avistadas realizando a coleta de lixo nas ruas, usando uma escavadeira e um caminhão caçamba.
O que já disseram a prefeitura e a Vialim:
Através de nota, a prefeitura citou que o atraso nos salários não fazia parte da rotina da empresa e que esta regularizaria os pagamentos em atraso ainda esta semana.

Informações Blog do Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário