quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Covid atingiu pico em Pernambuco, mas pode voltar a crescer, diz comitê científico

Jornal Alto Alentejo
Pernambuco completa, nesta quarta-feira (12), cinco meses desde as primeiras confirmações oficiais de casos da Covid-19. Em 12 de março, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) notificou um casal morador do Recife como os primeiros infectados. Em boletim publicado nessa terça-feira (11), o Comitê Científico de Combate ao Coronavírus do Consórcio Nordeste (C4) alerta que a doença atingiu seu pico no Estado, mas pode voltar a crescer.

O comitê usa vários dados para emitir o laudo, como, por exemplo, o número efetivo de reprodução (Rt) do vírus em Pernambuco. Atualmente, o valor encontra-se entre 1,07 e 1,38, o que indica um risco epidêmico alto, uma vez que valores acima de 1 apontam para um espalhamento maior do patógeno. 
Risco epidêmico da Covid-19 em Pernambuco
Em resumo, quando o número de reprodução está acima de 1, cada paciente pode disseminar o vírus para mais de uma pessoa, o que indica a falta de controle da doença numa determinada região. O Rt alto pode ainda levar a uma segunda onda da Covid-19 no Estado, que poderia ser até mais severa que a primeira, segundo o comitê.

O comitê diz, no entanto, que o número de óbitos no Estado vem apresentando redução na curva epidêmica. Na terça, Pernambuco ultrapassou a marca de 7 mil mortes e, segundo dados do Ministério da Saúde, tem a segunda maior taxa de mortalidade da região Nordeste, com 73,3 óbitos a cada 100 mil habitantes. O índice pernambucano é menor apenas que o do Ceará, onde morrem 87,7 pessoas para cada 100 mil.
Em geral, o comitê aponta que a prevalência de queda dos números diários de casos e de óbitos ocorre nas capitais dos estados. No Interior da região, no entanto, os índices avançam. Segundo o consórcio, esse aumento pode ser provocado, em parte, pelas medidas de flexibilização do isolamento social dos governos locais.

O comitê se baseia em recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) para alertar sobre a flexibilização. O ideal seria flexibilizar apenas quando o Rt ficasse abaixo de 1 por pelo menos 14 dias. O alerta ainda se estende à volta prematura das atividades presenciais de ensino, o que, segundo os cientistas, pode contribuir para “estender o avanço da terrível doença” na região.
Cenário do Nordeste
De acordo com o boletim, seis estados do Nordeste já atingiram o pico da Covid-19 até o momento - Pernambuco, Ceará, Alagoas, Maranhão, Paraíba e Rio Grande do Norte. Em Pernambuco, Paraíba e Alagoas, no entanto, os índices podem voltar a crescer. 

No Ceará, Maranhão e Rio Grande do Norte, a situação é menos preocupante porque os estados atingiram o pico e a epidemia segue em redução. Já na Bahia, em Sergipe e no Piauí, a Covid-19 ainda não chegou ao pico e está em fase de aumento.
O risco epidêmico continua alto em todos os estados, o que exige, ainda segundo o consórcio, que as autoridades públicas tenham muita cautela para afrouxar as medidas de isolamento. 
O número de óbitos cai em todos os estados, embora possa aumentar na Paraíba. Apesar do risco pandêmico continuar alto, a melhoria dos sistemas hospitalares para tratar a Covid-19 explica a queda nos índices de mortes, uma vez que os procedimentos médicos foram sendo atualizados ao longo do tempo, além do aperfeiçoamento do tratamento da pandemia. 
Informações da Folha de Pernambuco

Eleições 2020 - PSB sinaliza apoio a Fernando Aragão

PSB de Pernambuco anuncia apoio a Fernando Aragão em Santa Cruz do ...
Uma fala atribuída ao presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, publicada no Blog do Alberes Xavier nesta terça-feira (11), mostra direcionamento claro do partido ao projeto de pré-candidatura de Fernando Aragão (PP), em Santa Cruz do Capibaribe.

De acordo com a publicação, a direção estadual do PSB está aguardando apenas que Fernando Aragão saia da UTI, para que seja confirmado como nome ideal. “Estamos aguardando o pronto reestabelecimento da saúde de Fernando, que tem uma relação histórica com nosso partido e com o governador Paulo Camara para marcharmos junto com ele na próxima eleição em Santa Cruz. Ele e o PP são estratégicos para o fortalecimento da Frente Popular em Pernambuco “, afirmou Sileno Guedes ao comunicador Alberes Xavier.

O pré-candidato Helinho Aragão (PSB) ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Com informações do Blog da Polo FM

terça-feira, 11 de agosto de 2020

Prefeitura de Jataúba entrega viatura para a Guarda Municipal, doada pela Câmara

Nesta terça-feira (11) o prefeito de Jataúba, Antônio de Roque fez a entrega de uma viatura para a GCM (guarda civil municipal), a entrega aconteceu no Palácio Municipal, com a presença do vice-prefeito Jackson Buraco, do Presidente da Câmara Municipal Paulo Floriano e de guardas municipais.

O prefeito mostrou entusiasmo com a entrega, “foi uma ação muito importante que a câmara fez ao doar esse veículo, nossa guarda tem feito um trabalho excelente na segurança do município e assim que recebemos esse veículo cuidamos de transformá-lo em viatura colocando tudo que fosse preciso para melhorar o desempenho da nossa guarda, hoje fazemos essa entrega e estamos confiante que com mais um equipamento de trabalho para nossa GCM, a segurança do município fica fortalecida e quem ganha é nossa população” completou Antônio de Roque.

A viatura foi uma doação por parte da câmara municipal de vereadores, ao receber o veículo o poder executivo fez as adaptações necessárias no veículo e entregou a GCM que agora conta com essa viatura para auxiliar na segurança na população jataubenses.

Prefeitura de Jataúba
Governando com o povo

Começa o tapa-buracos na PE-160 que que liga Santa Cruz a Jataúba

Nesta terça-feira 11, foi iniciado o processo de recuperação da PE-160 no trecho que liga às cidades de Santa Cruz do Capibaribe a cidade de Jataúba, em suas redes sociais o Deputado Estadual Diogo Moraes (PSB) comemorou a ação que faz do projeto caminhos de Pernambuco que visa à recuperação de várias rodovias no estado.

“Uma boa noticia para o povo de Santa Cruz! A Secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos de Pernambuco, Fernandha Batista, iniciou os trabalhos da recuperação da PE-160, no trecho que vai do Moda Center a Jataúba. As obras fazem do projeto Caminhos de Pernambuco, que vai recuperar mais de 5 mil km de estradas do nosso Estado. Vamos seguir lutando por melhorias para nossa cidade!”, declarou Diogo.

Ao que parece, o desejo que de que haja uma obra de recapeamento da via deve ser adiado, e o que será feito nesse momento será apenas mais um tapa buracos. Nas redes sociais vários internautas criticaram o fato de o deputado comemorar a ação, e chegaram a considerar como uma verdadeira esmola o ato do governo. A PE-160 é considerada a PE da morte, onde muitas pessoas já perderam a vida e muitas delas em decorrência dos buracos ao longo da via.

Além do deputado Diogo Moraes a deputada Alessandra Vieira também vinha cobrando as obras de recuperação da via, que também serve de rota para muitos compradores que semanalmente visitam o Moda Center Santa Cruz que reabriu para feiras na última segunda dia 10.

Jota Silva / Folha de Jataúba

Fernando Bezerra Coelho diz que MDB deve apoiar PSB para eleição no Recife

Fernando Bezerra Coelho diz que MDB deve apoiar PSB para eleição no Recife
Em entrevista ao Passando a Limpo desta terça-feira (11) o senador pernambucano Fernando Bezerra Coelho (MDB), que também é líder do governo Bolsonaro, falou sobre o clima político para as eleições municipais deste ano em Pernambuco. “Nós temos hoje uma relação muito boa com o senador Jarbas Vasconcelos e com o presidente do partido, o deputado Raul Henry. Todos sabem que nós tivemos em uma disputa pelo controle do partido durante o processo das eleições de 2018, mas, vencido o episódio eleitoral, ali por volta de março/abril de 2019, nós tivemos a retomada das conversações entre mim, Jarbas e Raul e decidimos que o caminho a seguir era do fortalecimento do partido para disputar as eleições municipais com muita força”, afirmou FBC, complementando que o partido deve oferecer aproximadamente 50 a 60 candidaturas a prefeito nas mais diversas regiões de Pernambuco.

Sobre um possível apoio à candidatura do deputado federal João Campos (PSB), da Frente Popular, para a Prefeitura do Recife, Fernando Bezerra Coelho disse que primeiramente foi um defensor da apresentação da candidatura de Raul Henry, mas, diante da impossibilidade da disputa de Henry, explicou que o MDB vai se reunir para tomar uma decisão sobre quem vai apoiar. “Como as condições não foram dadas para a candidatura própria, o caminho natural do MDB é se manter na Frente Popular no Recife, e respeitando a nossa posição. Desde 2017, quando nós saímos do PSB para ingressar no MDB, que nós temos umas posição de oposição ao governo de Paulo Câmara e, por consequência também, ao governo do prefeito de Geraldo Julio”, disse.

Informações Rádio Jornal Notícias

Covid-19: Congresso começa a discutir regras para distribuir lotes da vacina

O que o Congresso deverá votar em 2020 | Asmetro-SN
Com o avanço das testagens de vacinas contra a covid-19, o Congresso começa a discutir propostas para regulamentar a distribuição dos lotes, assunto que também está em debate no Ministério da Saúde. Projetos de lei tratam da prioridade da imunização e da obrigatoriedade de que planos e saúde cubram a imunização dos segurados. Algumas vacinas em desenvolvimento, como a de Oxford, podem ficar prontas para distribuição ainda neste ano ou no início de 2021.

A imunização deverá vir acompanhada de grande concorrência interna, “em uma disputa entre governos estaduais e municipais, além de entidades privadas”, aponta o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), no Projeto de Lei 4.023/2020, no qual propõe que pessoas mais vulneráveis sejam as primeiras a receber a vacina. O ideal, segundo ele, é garantir priorização dos grupos de risco, como idosos, diabéticos, hipertensos, entre outros.

O texto proposto pelo senador muda a lei que trata de medidas de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus para inserir critérios técnicos, “de acordo com estatísticas e indicadores demográficos, epidemiológicos e sanitários”, explica. Vieira sugere que a distribuição leve em conta o percentual da população que já está imunizada, além do número de casos, óbitos e hospitalizações. A capacidade da rede de saúde e o potencial de disseminação da doença na região também devem ser considerados.

O deputado Wolney Queiroz (PDT-PE) sugeriu um PL (3982/ 2020) com o mesmo tema, na Câmara. Na proposta dele, primeiro seriam vacinados profissionais da saúde. Em seguida, idosos com mais de 60 anos, pessoas com comorbidades, profissionais da educação, pessoas que trabalhem com atendimento ao público e jornalistas. Depois, viriam as pessoas saudáveis com menos de 60 anos. O projeto do deputado, porém, não especifica as regiões prioritárias.

Planos de saúde
O Congresso também deve discutir se a vacinação precisará ser coberta pelos planos de saúde. A senadora Kátia Abreu (PP-TO) propõe, no PL 3.987/2020, que a cobertura seja obrigatória. Além de beneficiar os 47,1 milhões de brasileiros assistidos pela saúde suplementar, a medida “trará benefícios indiretos às operadoras, que evitarão os enormes custos associados ao tratamento de seus beneficiários acometidos pelas formas graves da covid-19”, argumenta, no texto.

O projeto cria uma regra permanente para outras eventuais epidemias. “Sempre que a autoridade sanitária declarar emergência de saúde pública de importância nacional ou internacional, a vacinação eventualmente disponível contra a doença em questão terá cobertura obrigatória pelos planos de saúde”, resume a senadora.

Informações do Diário de Pernambuco

segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Auxílio emergencial manteve economia ativa em municípios mais pobres, diz estudo da UFPE

Movimentação nas ruas de Beberibe, zona norte do Recife
Um estudo realizado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) mostrou que o auxílio emergencial de R$ 600 foi responsável por manter a economia ativa durante a pandemia em municípios de menor renda e Produto Interno Bruto (PIB) e alta vulnerabilidade.

Segundo um dos autores do estudo, as regiões Norte e Nordeste tiveram maior impacto com o recebimento do auxílio. “Se for olhar o impacto sobre o PIB ou sobre a massa de rendimentos das famílias, tem vários municípios de estados do Norte e do Nordeste que se beneficiam bastante, como o Pará e o Maranhão. No estudo, a gente apresenta uma relação desses estados, onde tem [lugar] que o impacto sobre o PIB do estado chega a ser mais de 8% e, em nível de município, tem alguns que chega a ter impacto de 27%”, explicou o professor de economia da UFPE, Ecio Costa.
Ainda de acordo com o estudo, apesar de o estado de São Paulo ser o maior recebedor de recursos, em termos absolutos, quando comparado com o tamanho da sua economia e o impacto sobre o PIB, sua posição é de 25º. O estado mais beneficiado é o Maranhão, com algo em torno de 5% do seu PIB. “Os municípios das regiões Sul e Sudeste são os menos impactados relativamente analisando, ou seja, como percentual do PIB”, apontou Costa.
Para o pesquisador, o que mais chamou a atenção na pesquisa foi a eficácia e o foco da política. “A política vai diretamente na família dos municípios mais pobres das regiões mais pobres do Brasil e traz um impacto significativo para esses municípios, justamente pela forma como está sendo conduzida: não há intermediários, é uma transferência de recursos direta para essas pessoas que mais precisam, quer sejam cadastrados no Bolsa Família, Cadastro Único e também os informais. Então, traz realmente um impacto significativo tanto nas famílias mais pobres, como nos municípios que mais necessitam”, analisou.
Com relação à utilização do dinheiro, o professor diz que a verba tem sido utilizada de forma bem pulverizada. “Em geral, as famílias gastam com alimentação, vestuário, pagamento de contas, compra de itens para a casa, de forma que teremos isso bem pulverizado. São milhões de pessoas recebendo esses recursos distribuídos ao longo do país como um todo, fazendo com que tenham a liberdade para gastar como bem entender”, finalizou.
Informações da Folha de Pernambuco